Home » Todas as notícias » Agora ‘independentes’, pergunta sobre 6 anos de apoio irrestrito ao governo irrita vereadores

Agora ‘independentes’, pergunta sobre 6 anos de apoio irrestrito ao governo irrita vereadores

Por Allan dos Reis, no Jardim Helena

A vereadora Érica Franquini (PSDB) se irritou com os questionamentos feitos pelo Taboão em Foco, que durante entrevista coletiva na manhã desta segunda-feira (14) na Câmara Municipal, perguntou porque os vereadores do Bloco Independente e Harmônico (BIH), aprovaram durante mais de cinco anos tudo que o prefeito Fernando Fernandes (PSDB) enviava ao legislativo, inclusive o remanejamento de 30% do orçamento, que causou tanta polêmica nos últimos dias.

Irritada, ela afirma que o prefeito conseguiu enganar os vereadores por seis anos com promessas que não cumpria, incluindo o prometido e esperado (mas que ainda não saiu) aumento aos servidores municipais.

Érica e Marcos Paulo se irritam com pergunta sobre apoio que davam ao governo.

Érica e Marcos Paulo se irritam com pergunta sobre apoio que davam ao governo.

“Toda vez que tem entrevista, o Allan [dos Reis – do Taboão em Foco] faz a mesma pergunta. ‘Por que seis anos vocês não fizeram isso?’”, questionou e respondeu. “Porque durante seis anos nós acreditamos que o prefeito iria dar aumento ao funcionário público, que está há 20 anos [sem aumento]. Porque seis anos acreditamos que o prefeito iria cumprir as promessas de campanhas”, justificou Érica.

Porém, a partir do rompimento com o prefeito nas vésperas do início da campanha eleitoral, quando um grupo de vereadores rompeu com Fernandes e tirou o apoio à deputada estadual Analice Fernandes (PSDB) para apoiar os candidatos indicados pelo prefeito de Embu das Artes, Ney Santos (PRB), esses vereadores passaram a cobrar questões que sempre refutaram. Ameaçaram, inclusive, com abertura de CPI’s.

“Fomos eleitos pelo povo. Temos o direito de cansar. Cansamos de promessas de campanhas. Seis anos demos credibilidade para ele. Grave isso porque toda entrevista é a mesma pergunta”, pediu Érica.

Quem também reclamou do questionamento foi o vereador Marcos Paulo (PPS), novo presidente da Câmara, mas que ‘rompeu’ com o governo apenas em dezembro, quando fechou com o BIH e conquistou a presidência.

“A imprensa só pressiona a Câmara? Em vez de a imprensa comemorar que a Câmara está colocando as emendas e tirando o remanejamento, fica perguntando por que não fez antes? Ora, que bom que fez agora. Vocês deviam estar elogiando a gente e estão contra a gente”, reclamou o novo presidente.

E ainda sugeriu como deviam ser os títulos das matérias. “Enfim a Câmara Municipal desperta e faz o que é certo”. Faltou apenas dizer que foram seis anos dizendo ‘amém’.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentario

© 2013 TABOÃO EM FOCO · RSS · Site por Keone Midia Online