Home » Todas as notícias » Alça que Shopping Taboão tem que construir sobre a Régis Bittencourt deve ficar pronta só perto de 2019

Alça que Shopping Taboão tem que construir sobre a Régis Bittencourt deve ficar pronta só perto de 2019

Por Allan dos Reis, no Jardim Helena

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) publicou em junho de 2016 uma portaria que autorizou o Shopping Taboão a construir a segunda alça de acesso sobre a Rodovia Régis Bittencourt, sentido Embu das Artes. Apesar do entusiamos com a portaria, a obra não deve ficar pronta – se tudo der certo – antes de 2019.

A partir de agora, o centro de compras precisa conseguir autorização da Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo) e da Auto Pista Régis Bittencourt, concessionária que administra a rodovia.

Shopping Taboão fez apenas a alça para chegar ao local. Motoristas têm que enfrentar trânsito e por pelos bairros para voltar a Rodovia Régis Bittencourt. (Foto: Reprodução Google)

Shopping Taboão fez apenas a alça para chegar ao local. Sendo bem otimista, a próxima deve ficar pronta em meados de 2019. Enquanto isso, motoristas vão continuar trafegando por dentro dos bairros. (Foto: Reprodução Google)

Em novo depoimento na CPI do Shopping, que aconteceu na Câmara Municipal na última sexta-feira (19), o superintende do Shopping Taboão, Carlos Alcantara, celebrou a portaria, mas disse que ainda não é possível falar em prazos.

“Nós tivemos a aprovação da alça junto ao órgão federal, foi uma grande conquista. Em relação a prazos, parece até repetitivo, toda vez eu falo, mas é difícil saber se a Cetesb vai nos dar a licença em 10 ou em três meses. Seria irresponsável de a minha parte assumir essa posição”, diz Alcantara.

Antes do início da obra, que tem o prazo de 18 meses para conclusão, que pode ser prorrogado por igual período, o Shopping terá que conseguir desapropriar três imóveis e aprovar o licenciamento ambiental.

 

“O que de fato a gente pode dizer é que, todas as ramificações que o Rinaldo (engenheiro) comentou de arqueologia, ruído e de solo, que cabe a questão de desapropriação, nós contratamos especialista que são referências nesses assuntos para agilizar. Alguns desses processos já estão lá dentro, alguns outros estão tramitando”, completou o representante do shopping.

MESMO COM HISTÓRICO, POLITICOS VOLTAM A FICAR OTIMISTAS

Se a realidade da alça ainda não está definida, o otimismo dos vereadores que participam da CPI ficou elevadíssimo com a autorização da ANTT. Apesar de estar no projeto original desde a sua inauguração, em 2002, os parlamentarem não pouparam elogios ao Shopping.

“Graças a Deus a ANTT autorizou e a Cetesb só pediu um estudo simplificado, que o Shopping já está fazendo. Acredito que vamos colocar a plaquinha de inauguração, eu e você [vereador Eduardo Nóbrega], que realmente estamos comprometidos com essa CPI”, diz a presidente da CPI, Érica Franquini (PSDB).

Mesmo ainda faltando diversas etapas para início da construção, vereadores de Taboão exageram no otimismo.

Mesmo ainda faltando diversas etapas para início da construção, vereadores de Taboão exageram no otimismo.

O mesmo otimismo revelou o líder do governo, Eduardo Nóbrega (PSDB). “Quando se aproxima do fim, e do fim esperado por Taboão da Serra, as suspeitas – e principalmente as críticas – que a Câmara recebeu ficam vazias e começam a perder valor e cair por terra. E nós, como a senhora [vereadora Érica] acabou de colocar, ainda, no nosso mandato, responder de maneira firme a população de Taboão da Serra que esse empreendimento irá acontecer”, diz.

Os vereadores só esquecem de dizer que parte das críticas vieram após os mesmos espalharem outdoors pela cidade celebrando um acordo em 2013, e que garantia a construção até o fim de 2015, que não foi cumprido pelo Shopping.

O relator da CPI, Marcos Paulo (PPS), deve apresentar um relatório sobre os 180 dias que a comissão está debruçada investigando os motivos pelo tamanho atraso. “O relatório será feito. […] Mas é importante dizer que essa comissão provocou os órgãos. O Shopping Taboão tem sua importância e grandeza, mas a Câmara como instituição, quando chega um ofício ou requerimento em nome da Câmara, na Arteris, Cetesb ou ANTT, é o poder legislativo cobrando. A maior vitória da comissão foi provocar esses órgãos”, diz.

Na criação da primeira comissão, os vereadores chegaram a comemorar vitória espalhando outdoors. (Foto: Jornal Na Net)

Na criação da primeira comissão, os vereadores chegaram a comemorar vitória espalhando outdoors. (Foto: Jornal Na Net)

O Shopping Taboão prometeu no prazo de 40 dias apresentar a Cetesb o pedido de licenciamento. Porém, não há certeza do prazo que o órgão tem para liberar o início da construção. O vereador Professor Moreira (PSD) e o Luiz Lune (PC do B), que anunciou a sua saída da comissão, mas não formalizou, não participaram da última reunião.

Deixe um comentario

Current ye@r *

© 2013 TABOÃO EM FOCO · RSS · Site por Keone Midia Online