Home » Todas as notícias » Após 3 anos ‘no vermelho’, Embu das Artes fecha 2017 com saldo positivo nos empregos formais

Após 3 anos ‘no vermelho’, Embu das Artes fecha 2017 com saldo positivo nos empregos formais

Por Allan dos Reis, direto da redação

Após três anos consecutivos com as demissões superando as contratações, o município de Embu das Artes terminou o ano de 2017 com resultado positivo de 245 vagas com carteira assinada, mostra o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), do Ministério do Trabalho.

Apesar do número ainda pequeno, o resultado precisa ser comemorado já que desde 2014 as demissões superavam as contratações. Naquele ano o saldo terminou com 225 demissões. No ano seguinte, 2015, foram demitidas 2009 pessoas com carteira assinada. Em 2016 foram 293 demissões.

Ney Santos atribui geração de empregos a criação de Secretaria de Trabalho e Emprego, que encurtou relação com setor empresarial.

Ney Santos atribui geração de empregos a criação de Secretaria de Trabalho e Emprego, que encurtou relação com setor empresarial.

O prefeito Ney Santos (PRB) acredita que parte deste resultado deve-se a criação de uma secretaria destinada a encurtar a relação entre o poder público e as empresas privadas, especialmente no preenchimento das vagas.

“Em Embu [das Artes] nós criamos a Secretaria de Empresa e Trabalho onde o secretário vai visitar as empresas como se fosse office-boy. Ele vai às empresas e procura quais são as demandas e acaba selecionando as pessoas e mandando. Ele faz o trabalho de uma agência [de empregos]. Hoje as empresas da cidade cadastradas em nossa secretaria na precisa mandar a disponibilidade para agencia. Manda para a secretaria e a gente indica. Creio que isso tenha feito a diferença nessas novas contratações”, diz Santos.

POR SETORES

Os dados divulgados pelo Ministério do Trabalho são divididos em oito setores, sendo que cinco deles ficaram com saldo negativo. Tendo Indústria de Transformação e Construção Civil os piores resultados negativos com 294 e 214, respectivamente. Extração Mineral, Serviço Industrial UP e Agropecuária tiveram juntas 42 demissões.

O setor que mais gerou emprego foi o Comércio com 587 empregos formais. Já Serviços abriu 195 vagas e a Administração Pública 13 contratações.

Deixe um comentario

Current ye@r *

© 2013 TABOÃO EM FOCO · RSS · Site por Keone Midia Online