Home » Todas as notícias » Após recesso, Câmara terá que votar dois vetos do prefeito a projetos de leis dos vereadores

Após recesso, Câmara terá que votar dois vetos do prefeito a projetos de leis dos vereadores

Por Allan dos Reis, direto da redação

Os vereadores de Taboão da Serra voltaram do recesso e nesta terça-feira (6) realizam a primeira sessão legislativa. Além da escolha dos 26 nomes que vão ganhar a “Medalha 19 de Fevereiro”, os parlamentares terão pela frente duas votações importantes, que são dois vetos do prefeito Fernando Fernandes (PSDB) a dois projetos aprovados por eles no fim do ano passado.

Fachada da Camara de Taboao da Serra_Divulgacao

Sede do Poder Legislativo de Taboão da Serra. (Foto: Divulgação / CMTS)

O primeiro veto trata da ampliação da isenção de tributos municipais as organizações não governamentais (ONG) proposta por sete vereadores (André Egydio, Cido, Johnatan Noventa, Joice Silva, Marcos Paulo, Priscila Sampaio e Ronaldo Onishi). No projeto original encaminhado pelo prefeito – e que entrou em vigor – a isenção se resume a templos religiosos.

“O projeto veio do Governo e a Câmara entendeu que poderia apresentar uma emenda para melhorar a proposta, e foi isso que aconteceu”, resumiu a presidente Joice Silva no dia da votação, em dezembro.

Já o outro veto foi a um projeto do vereador de oposição, Professor Moreira, que permitia a realização de sessões legislativas em bairros distintos, fora da Câmara Municipal.

“Em fevereiro, vamos sentar todos os vereadores e vamos disciplinar quais regiões serão atendidas. O Plano Diretor diz que a cidade é composta por 10 regiões. O principal é que um passo importantíssimo para participação popular”, discursou Moreira na época.

Para que as duas leis entre em vigor, os vereadores terão que derrubar o veto do mandatário.

Deixe um comentario

Current ye@r *

© 2013 TABOÃO EM FOCO · RSS · Site por Keone Midia Online