Home » Política, Todas as notícias » Aprígio obtém liminar e barra divulgação de pesquisa ‘irregular’ de Fernando

Aprígio obtém liminar e barra divulgação de pesquisa ‘irregular’ de Fernando

Adilson Oliveira, no Pirajuçara, em Taboão da Serra

A coligação do candidato a prefeito Aprígio (PSB) teve liminar concedida pela Justiça de Taboão da Serra, na quinta-feira, dia 6, e barrou divulgação de pesquisa eleitoral encomendada pela coligação do adversário Fernando Fernandes (PSDB). O levantamento de intenção de voto foi registrado no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) na segunda-feira via on-line e seria divulgado no sábado, cinco dias depois do registro, conforme lei.

A Justiça deferiu a ação por “imprecisão” na sondagem, que traria números favoráveis à candidatura de Fernando. “O pedido de liminar comporta acolhimento, vislumbrando-se imprecisão em relação à metodologia da pesquisa, não estando claros, neste momento da cognição sumária, quais os critérios científicos utilizados pelo instituto para realização da pesquisa”, escreve a juíza Daniela Herrera Ximenes, do 324º Cartório Eleitoral.

Ao lado do postulante a vice, Wagner (PT), Aprígio reúne candidatos da coligação em marcha a um mês das eleições

“Havendo indícios de irregularidade da pesquisa, suspendo sua divulgação até decisão final, sob pena de multa, bem como determino que os resultados não sejam divulgados em outros veículos de comunicação social, sob pena de constituir reprodução e difusão indevida sujeitando o responsável à sanção prevista na legislação eleitoral”, diz. Fernando já recorreu, no prazo exigido de 48h, e a pesquisa pode ainda ser liberada.

Era preciso a suspensão imediata pelo “perigo de ineficácia da medida, caso concedida somente no final, uma vez que os resultados já teriam sido divulgados, influenciando o ânimo dos eleitores”, diz Ximenes. “A pesquisa estava sem pé, sem cabeça, tinha no mínimo oito erros gravíssimos, como não constar a faixa etária. A juíza viu as irregularidades e proibiu a divulgação”, disse Irineu Casemiro, coordenador-geral da campanha de Aprígio.

6 Responses

  1. Rodrigo disse:

    Senhores, isto é puro desespero de Fernando Fernades, não acredito nesta pesquisa, acredito no que as pessoas falam nas ruas, e o que falam a maioria delas, é que seu voto vai para o cantitato Aprígio. Fernado Fernades teve a oportunidade de fazer algo novo pela nossa Cidade e não fez.

  2. coitado do fernando em desespero o medo dele e do tamanho
    da pesqiza dele que pena quere nao e podekkkkkkkkkkkkkk
    que legal

  3. Prezado leitores e editores do Taboão em Foco, boa noite.

    Primeiramente cumpre esclarecer que a pesquisa contratada pela campanha do Sr. Fernando Fernandes foi passível de questionamento judicial, na qual liminarmente a M.M Juíza da 324° proferiu o seguinte ” Havendo indícios de irregularidade da pesquisa, suspendo sua divulgação até decisão final, sob pena de multa, bem como determino que os resultados não sejam divulgados em outros veículos de comunicação social, sob pena de constituir reprodução e difusão indevida sujeitando o responsável à sanção prevista na legislação eleitoral”, conforme bem relatado na matéria. Todavia creiamos que quaisquer tutelas jurisdicionais buscadas nesse pleito eleitoral se da no intuito de garantir a ordem e legalidade, para que a vontade popular seja garantida dentro dos parâmetros legais do estado democrático de direito. Creiamos que nenhuma pesquisa reflete a vontade popular, no máximo um quadro do momento, todavia essa pesquisa por si só já esta em descredito, nem a “tucanada” mais ufanista/otimista acredita. A legalidade questionada na pesquisa fora realizada por inúmeros “vícios” na amostragem e em sua metodologia. Salienta-se aqui que o melhor juízo é o do povo!

  4. Andressa disse:

    Nem precisava ter barrado pesquisa alguma, pois, todas as eleições Fernando Fernandes aparece com pesquisas fajutas para ficar bem na foto, ninguém na cidade acredita nesta pesquisa.

  5. Fabio Mainard disse:

    Pesquisa montada e comprada. Não reflete a verdade e opinião do povo. Rejeição do Fernando e indecisão da populacao da mais de 70%.

  6. Dr Gerson disse:

    Toda pesquisa é registrada com cinco dias de antecedência justamente para eventual impugnação. Após a análise do Ministério Publico a Justiça Eleitoral, verificando a sua legalidade autoriza ou não a sua divulgação, é o que já aconteceu. A pesquisa está correta e reflete a vontade popular. A justiça liberou a sua divulgação. Chamamos isto de jus sperniandi (o direito de espernear).

Deixe um comentario

Current ye@r *

© 2013 TABOÃO EM FOCO · RSS · Site por Keone Midia Online