Home » Política, Todas as notícias » Aprígio vira alvo de CPI criada na Câmara de Taboão da Serra

Aprígio vira alvo de CPI criada na Câmara de Taboão da Serra

Por Allan dos Reis, no Jardim Helena

Com 10 assinaturas dos vereadores governistas, a Câmara de Taboão da Serra abriu nesta terça-feira (5) uma CEI (Comissão Especial de Investigação), semelhante a uma CPI, contra a Cooperativa Habitacional Vida Nova, presidida pelo ex-vereador Aprígio. O presidente da comissão será o vereador Eduardo Lopes (PSDB). Os outros membros ainda não foram escolhidos.

A investigação é em torno da desapropriação da Avenida Vida Nova, ocorrido na gestão do ex-prefeito Evilásio Farias, e que a atual administração, do prefeito Fernando Fernandes (PSDB), decidiu abrir uma Ação Civil Pública estimada em milhões de reais afirmando que houve desmembramento de área e que deveriam ter deixado uma área institucional à municipalidade de 36 mil m².

Eduardo Lopes, Luzia e Aprigio

Eduardo Lopes consegue assinaturas para criar CPI para investigar desapropriação de via que corta a Cooperativa Vida Nova; Luzia Aprígio diz que é perseguição ao marido e presidente da cooperativa Aprígio.

“O eterno presidente da Cooperativa Vida Nova, Aprígio, tem usado as redes sociais para reivindicar saúde e educação. E vejo que a gente precisa de recursos e áreas públicas. Por isso peço apoio para que a gente possa abrir uma CPI para apurar esses fatos. E já tenho 10 assinaturas”, diz Lopes, ao entregar o requerimento com as assinaturas.

Esposa do presidente da cooperativa, Luzia Aprígio (PEN) atacou o colega. “Vamos investigar a cooperativa. Voltou a cordeirinho do prefeito?. Tudo isso porque ele passou no hospital. Quer ir para guerra, então vamos”, bradou. Minutos depois, ela questionou. “Não é perseguição contra o seu Aprígio? A mesma doação um outro empresário fez e não é citado. Por quê?”, completou.

Algumas horas antes, Aprígio, que é pré-candidato a prefeito, e o vereador Professor Moreira estiveram no Pronto Socorro Infantil (PSI). Eles alegam que estavam em uma reunião política próxima ao local e foram chamados por pacientes. Após a confusão no local, o prefeito Fernando foi até o 1º DP, junto com funcionários do PSI, e alguns vereadores e registrou Boletim de Ocorrência contra ambos.

Em tribuna, os vereadores que assinaram o pedido de CPI, deixaram claro que era uma resposta ao fato ocorrido no dia anterior e que a partir daquele momento os oposicionistas terão respostas à altura.

Avenida Vida Nova é pivô da CPI criada na Câmara de Taboão. A antiga administração fez desapropriaçao da via e a atual diz que houve desmembramento e por isso deveriam ter deixado uma parte em contrapartida à Prefeitura.

Avenida Vida Nova é pivô da CPI criada na Câmara. A antiga administração fez a desapropriaçao, que a atual contesta e diz que houve desmembramento e por isso deveriam ter deixado uma parte em contrapartida à Prefeitura.

Lopes, designado presidente da CPI, já anunciou a sua pretensa lista de convocados. Ele quer ouvir o Aprígio, que preside a cooperativa, o ex-prefeito Evilásio Farias, o proprietário da Faculdade Fecaf e Colégio SER, Joel Garcia, e a ex-secretária de habitação, Ângela Amaral. Porém, os outros membros serão anunciados na semana que vem, data em que será possível definir as datas dos depoimentos dos possíveis convocados.

De acordo com a sua assessoria, Aprígio deve se manifestar em breve através de nota ou de entrevista coletiva.

3 Responses

  1. […] Por Allan dos Reis do Taboão em Foco […]

  2. Renato disse:

    Parabéns ao Sr. Eduardo Lopes pela iniciativa, dedicação e preocupação em lutar pelos recursos e áreas públicas pertencentes a nós moradores de Taboão da Serra. A Ação Civíl Pública deve cobrar a área garantida por lei e aplicar as ações necessárias aos responsáveis. Gostaria de ver nos próximos boletins informativos da nossa vereadora Luiza Aprígio mais esta conquista em favor da população como notícia. A população conta com aquela mulher que já foi pobre e pagou aluguel, e sabe também como é viver numa casa humilde e pequena. Acredito que apartamentos populares deveriam ser um foco do governo, e não mega construções milionárias que não podem ser pagas pela esmagadora maioria da população e criam uma segregação social ainda maior. Vereadora Luiza, Vossa Senhoria pode contar com a população e a população conta com você!

  3. Marcos disse:

    Precisamos da CPI do monopólio da Vivo

Deixe um comentario

Current ye@r *

© 2013 TABOÃO EM FOCO · RSS · Site por Keone Midia Online