Home » Região, Todas as notícias » Briga entre políticos de Taboão e Embu se acirra em reunião para discutir retorno na Régis Bittencourt

Briga entre políticos de Taboão e Embu se acirra em reunião para discutir retorno na Régis Bittencourt

Por Allan dos Reis, com informações de Williana Lascaleia

A reunião na tarde de quinta-feira, dia 17, na Câmara de Embu das Artes marcada para discutir a construção de um retorno na Rodovia Régis Bittencourt no Km 276 ou no Km 277 ficou em segundo plano. O tema central foram às críticas feitas pelos petistas embuenses ao prefeito Fernando Fernandes e, principalmente, ao presidente da Câmara, Eduardo Nóbrega (PR).

Nóbrega teve no início da semana uma reunião com Brito e acordaram que a reunião do Conisud seria no plenário da Câmara em Taboão. Porém, no fim da tarde de quarta (16) ele ligou ao presidente da Câmara de Embu das Artes, Doda (PT), pedindo para a reunião ser lá. “Ele [Eduardo Nóbrega] me ligou por das 17h35 e pediu para transferir a reunião. Espero que muito em breve ele vá se retratar”, pediu o petista.

Reunião na Câmara de Embu das Artes termina sem informação a respeito do retorno na Régis Bittencourt e com muitas críticas aos políticos de Taboão da Serra. (Foto: Alexandre Oliveira / Linhas Populares)

Reunião na Câmara de Embu das Artes termina sem informação a respeito do retorno na Régis Bittencourt e com muitas críticas aos políticos de Taboão da Serra. (Foto: Alexandre Oliveira / Linhas Populares)

“Na semana passada conversou comigo, esclarecemos tudo. Ele [Eduardo Nóbrega] colocou a Câmara a disposição. Ontem [quarta] ligou e falou que não poderia fazer a reunião no Taboão, porque tinha sofrido pressão do prefeito. O legislativo tem que ter autonomia”, criticou o prefeito de Embu das Artes Chico Brito.

Ele também acusa o prefeito Fernando Fernandes (PSDB) de boicotar o Conisud e “que não gosta de integração” entre os municípios da região. Um novo pedido para utilizar o plenário da Câmara de Taboão da Serra no próximo dia 30 será protocolado.

Mas as maiores críticas – muitas delas ofensivas – foram direcionadas ao vereador taboanense. “Que homem que é esse. Que é proibido por outro e aceita. A Câmara precisa ter autonomia. Uma pessoa dessa não merece o meu respeito”, disparou o deputado estadual Geraldo Cruz (PT).

O único representante com mandato de Taboão, vereador Moreira, pediu “desculpas” pelo cancelamento da reunião e afirma que “foi uma surpresa desagradável” a atitude do presidente da Câmara.

Apesar de toda confusão, também estavam presente prefeitos de outros municípios da região, como Clodoaldo Leito, de Embu-Guaçu, e Chuvisco, de Itapecerica da Serra, que não fez críticas ao prefeito de Taboão pela ausência e ressaltou a importância de todos se manterem unidos na discussão das melhorias.

O presidente da Câmara, Eduardo Nóbrega, e o prefeito Fernando Fernandes respondem às críticas do PT

O presidente da Câmara, Eduardo Nóbrega, e o prefeito Fernando Fernandes respondem às críticas do PT. (Foto: Jornal Na Net)

OUTRO LADO

O prefeito Fernando Fernandes também subiu o tom contra os petistas de Embu das Artes e acusou o prefeito Chico Brito de tentar ‘roubar’ uma bandeira dele. “A bandeira deles é o retorno para os empresários. A nossa é retorno do povo, no km 276. Fizemos uma análise de governo a respeito. O [vereador] Eduardo Nóbrega foi o primeiro a enxergar que eles queriam tirar o retorno do povo e levar para os empresários. Nós fomos lá ver e comprovamos que o retorno do km 276 atende toda a população do Pirajuçara de Taboão e de Embu”, disse Fernandes ao site Jornal Na Net.

E se a chance de conciliação estava difícil. Ficou pior ainda depois que o deputado estadual Geraldo Cruz participou no sábado (12) de uma manifestação junto com os petistas de Taboão contra a construção do Poupatempo na Praça Luiz Gonzaga. Em seu discurso, Cruz disse “que é lamentável que um governante não ouça o povo”.

Fernandes completou. “Não vou aceitar provocação na nossa cidade. Eles têm que entender que o gesto ostensivo partiu deles. Se eles não tivessem vindo na nossa cidade criticar uma ação do nosso plano de governo poderíamos até discutir parceria. Agora eles vieram para o confronto com o governo e eu posso ter muitos defeitos, mas hipócrita eu não sou”.

Agora ele aguarda que Brito se manifeste publicamente em relação à construção do Poupatempo e a participação do deputado na manifestação.

PRESIDENTE DA CÂMARA

O presidente da Câmara também falou ao mesmo site a respeito da polêmica desta semana e nega ter sido pressionado pelo prefeito para desmarcar a reunião do Conisud em Taboão. Quanto às críticas feitas ao governador Geraldo Alckmin na última sessão, Nóbrega reconheceu que exagerou e garantiu ao prefeito que nunca mais vai chamá-lo de ‘Picolé de Chuchu’.

“A questão é que o PT politizou o retorno. Eles querem a harmonia do discurso quando é interessante para o PT. O Poupatempo é uma ação do meu governo, eles não pensaram em harmonia nesse aspecto. Eu não tinha feito a leitura de que o PT não estava alinhando o discurso com o nosso governo em outras causas importantes para a nossa cidade como o Poupatempo”, disse ao Jornal Na Net.

 

2 Responses

  1. Eduardo Gomes Lazarini disse:

    São tantas discussões tolas, enquanto que a população é quem paga con o trânsito catastrófico que assombra Taboanenses e Embuenses.
    Não sou engenheiro nem técnico mas dou aqui uma opnião, vão visitar o elevado de Cotia, lá funcionou, porque para nós não iria funcionar?

  2. Nilton Benedito Esteves - Síndico Jardim Iolanda disse:

    Em vez de unirem em benefício da população ficam lavando roupa suja entre partidos, e uma população de mais de 200.000 habitantes pode ser prejudicada.

    O que será de nós taboanenses e embuenses com esta briga partidária.

    Políticos pensem no povo, nós pagamos os respectivos salários tanto dos Prefeitos como dos Vereadores e dos Deputados Estaduais.

Deixe um comentario

Current ye@r *

© 2013 TABOÃO EM FOCO · RSS · Site por Keone Midia Online