Home » Todas as notícias » Buscarini eleva o tom contra o prefeito Fernando: venha conversar “olho no olho”

Buscarini eleva o tom contra o prefeito Fernando: venha conversar “olho no olho”

Por Allan dos Reis, no Parque Pinheiros

O candidato a prefeito Vicente Buscarini (PV) elevou o tom das críticas contra o prefeito Fernando Fernandes (PSDB), candidato a reeleição. A ação da GCM no sábado (3), que abordou o carro de som que acompanha a caminhada no Pirajuçara para verificar se volume estava acima do limite permitido e o “boato” de que poderia abandonar a candidatura deixaram o ex-prefeito furioso.

Candidato a prefeito Vicente Buscarini aumenta o tom das críticas ao prefeito Fernando Fernandes.

Candidato a prefeito Vicente Buscarini aumenta o tom das críticas ao prefeito Fernando Fernandes.

“Eu já disse ao atual prefeito [Fernando Fernandes] e já disse todos aqueles que administram a campanha dele. ‘Venham conversar olhando olho no olho’. Não tenho medo de conversar com ninguém. Não sou truculento. Sou um homem de paz. Se querem ganhar a eleição, que façam o mesmo caminho. Se eles querem guerra, não é comigo. Eles vão se matar sozinhos. Estão tremendo na base. Eu disse que iria voltar e fazer Taboão tremer. E estão tremendo juntos”, desabafou Buscarini na manhã de domingo (4).

Em seguida, ele centrou suas críticas a gestão da saúde no município e acusou de falta de fiscalização na gestão. Questionado se estava subindo o tom das críticas, Buscarini explicou os motivos.

“Eu fico indignado porque o cara [prefeito] fica dizendo que eu não sou candidato. Que vai me comprar. Será que ele é tão cego que não sabe que estou com ele no segundo turno? Já ganhei dele uma vez. Eu simplesmente cansei das pessoas perguntando ‘Buscarini, você não vai ser candidato?’. Ele é prefeito e eu quero a cadeira dele e vou assumir o lugar dele. Eu pedi a assessoria dele. Por favor, façam uma campanha limpa. ”, explicou.

“Além dele ser cego, ele é surdo. Ele acha que é dono de Taboão. E o dono de Taboão são os mais de 280 mil moradores. Eu ganho a eleição e ele vai embora. Não é agressividade. É indignação”, completou Buscarini.

Por fim, o candidato do PV acusou Fernandes de ditador. “Ele precisa entender que a concorrência é bom em qualquer lugar. É democracia. Ele devia ter voltado no tempo da ditadura, até porque não fez nada para democracia. Devia estar escondidinho porque ele sempre foi filhote da ditadura. Agora não adianta bater no peito e dizer sou democrata, não é. É ditador. E aqui ele encontrou um cara de garra, ficha limpa”.

Antes de encerrar, ele criticou o tamanho da campanha do prefeito Fernando Fernandes, que tenta a reeleição. “Isso [campanha] é um abuso financeiro. Esse mundaréu de dinheiro que está se gastando sai da onde? Acha que é do bolso dele? Veja o patrimonio que ele tem e quanto ele declarou. […] Ele não tem nem saldo no banco. Você pode olhar que os apoiadores [doadores] são os secretários. Na minha campanha, não tem uma doação. É o meu dinheiro. Se ele quer um desafio de macho, é agora. Abre as contas [imposto de renda]. Vê se ele tem coragem, não tem”, encerrou Buscarini.

One Response

  1. eduardo disse:

    Ehhhhh nao tem mais jeito ( F.F) 15 mil votos de frente kkkkkkkkkkkkkk

Deixe um comentario

Current ye@r *

© 2013 TABOÃO EM FOCO · RSS · Site por Keone Midia Online