Home » Política, Todas as notícias » Câmara aprova criação do cargo de PDI e assistentes pedem o reenquadramento da categoria

Câmara aprova criação do cargo de PDI e assistentes pedem o reenquadramento da categoria

Por Allan dos Reis, no Jardim Maria Rosa

A Câmara de Taboão da Serra aprovou às 3h30 da madrugada de quarta-feira, dia 22, o projeto encaminhado pela Prefeitura que cria 550 cargos de “Professor de Desenvolvimento Infantil (PDI)”. Também foram criados 147 cargos para “Professor Adjuntos Ensino Fundamental”. Os cargos serão preenchidos através de concurso público e a exigência é que o postulando tenha ensino superior, preferencialmente em pedagogia. O salário é de R$ 1,3 mil para 120 horas mensais.

Vereadores de Taboão da Serra. (Foto: Arquivo)

Vereadores de Taboão da Serra. (Foto: Arquivo)

A aprovação do projeto, que teve votos contrários dos vereadores Luiz Lune (PC do B), Luzia Aprígio (PSB) e Professor Moreira (PT), geraram uma onda de críticas pelas redes sociais das “Assistentes de Desenvolvimento Infantil (ADI)” que esperam que a Prefeitura faça uma progressão transformando as ADI’s em PDI’s.

O secretário municipal de educação João Medeiros afirma que a criação desses cargos é uma medida urgente para suprir a necessidade que será gerada no início de 2015 com a inauguração de mais três creches.

“Não temos funcionários para as novas creches que serão inauguradas no início de 2015. Para ser professor é necessário ter curso de pedagogia e a ADI o nível de exigência era o ensino médio. A PDI já começa tudo certo e ficamos com essa pendência das ADI´s”, afirma Medeiros.

Porém, ele afirma que essa progressão pode ocorrer após a Prefeitura terminar uma consulta jurídica ao Tribunal de Contas. “Vamos fazer uma consulta ao tribunal para ver o que eles dizem. Essa é uma decisão política. O material que vamos encaminhar já está pronto com o jurídico e depois podemos fazer uma emenda transformando as ADI´s em PDI´s”, completou.

Segundo a Atraspacts, associação que defende a categoria, se reuniu no final da tarde de quinta (23) e devem se reunião com o secretário em breve para voltar a discutir o assunto. “A criação do cargo de PDI é uma conquista da luta histórica das ADIs e da recente Greve do Funcionalismo Taboão! O não enquadramento das ADIs no Estatuto do Magistério é outra grande injustiça de um governo que não respeita a Lei Orgânica e Lei de Greve, não negocia com entidades sindicais legítimas e persegue trabalhadoras e trabalhadores!”, publicaram na rede social.

One Response

  1. Gomes disse:

    Como sempre os salários que a prefeitura de Taboão paga é uma vergonha completa, quem se sujeita a trabalhar por um salario destes? Politicos tupiniquins.

Deixe um comentario

Current ye@r *

© 2013 TABOÃO EM FOCO · RSS · Site por Keone Midia Online