Home » Todas as notícias » Câmara aprova voto de louvor aos 26 anos da GCM e vereadores criticam ‘sumiço’ da PM em Taboão

Câmara aprova voto de louvor aos 26 anos da GCM e vereadores criticam ‘sumiço’ da PM em Taboão

Por Allan dos Reis, no Jardim Helena

Os vereadores de Taboão da Serra aprovaram na sessão desta terça-feira (6) um Voto de Louvor pelos 26 anos da criação da Guarda Civil Municipal (GCM) celebrado neste mês de junho. E além de elogiar os serviços da Guarda, os parlamentares foram a tribuna e não pouparam críticas a Polícia Militar, que estaria deixando o trabalho ostensivo – de sua responsabilidade – à GCM.

Vereador Paulinho elogia atuação da GCM em Taboão da Serra e cobra a presença mais ostensiva da PM. (Foto: Thiago Walter)

Vereador Paulinho elogia atuação da GCM em Taboão da Serra e cobra a presença mais ostensiva da PM. (Foto: Thiago Walter)

“A Casa reconhece o trabalho exemplar que a Guarda exerce no município. A GCM salvou vidas no Monte Alegre, assim como tem feito em outros bairros”, diz Marcos Paulo (PPS) ao lembrar a prisão de um bandido na noite anterior, que invadiu uma casa e fez reféns.

E aproveitou a ocasião para cobrar uma participação mais efetiva da PM no policiamento. “Não devemos deixar de cobrar a Polícia Militar, que é quem tem o dever [do policiamento ostensivo]. Até quando vamos aguentar esse peso sobre a guarda municipal”, reforçou o político.

Na mesma linha seguiram as críticas e elogios de outros vereadores. “A Polícia Militar não tem feito com tanta eloquência [o policiamento] como a guarda”, diz Professor Moreira (PSD).

Ronaldo Onishi (SD) voltou a criticar a saída da “Força Tática” para o batalhão no município de Barueri e afirmou que “a GCM lavra mais ocorrências que a PM” em Taboão da Serra.

Políticos cobram mais presença da PM no policiamento de Taboão da Serra. (Foto: Arquivo)

Políticos cobram mais presença da PM no policiamento de Taboão da Serra. (Foto: Arquivo)

Deixe um comentario

Current ye@r *

© 2013 TABOÃO EM FOCO · RSS · Site por Keone Midia Online