Home » Política, Todas as notícias » Câmara de Taboão aprova em 1ª votação a LDO 2017 em mais uma sessão longa e tensa

Câmara de Taboão aprova em 1ª votação a LDO 2017 em mais uma sessão longa e tensa

Por Allan dos Reis, no Jardim Helena

Os vereadores de Taboão da Serra aprovaram nesta terça-feira (21), em primeira votação, a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), que compreende as metas e prioridades da administração municipal para o ano de 2017. A segunda votação ocorre na semana que vem, mas na próxima sexta (24), a comissão de finanças vai realizar uma audiência para discutir o tema com mais proximidade.

Câmara de Taboão da Serra aprova em primeira votação a LDO 2017

Câmara de Taboão da Serra aprova em primeira votação a LDO 2017

Se a votação da LDO foi por unanimidade, o clima bélico continuou entre alguns vereadores. Eduardo Lopes (PSDB) trava sua batalha contra Luiz Lune (PC do B). E a dupla Marco Porta (PRB) e Luzia Aprígio (PEN) trocam ironias. Nem mesmo as diversas reuniões dos líderes partidários trouxeram de volta a paz.

Lopes foi à tribuna novamente desqualificar o histórico político de Lune, que saiu do plenário para não ouvi-las. O parlamentar começou acusando o comunista de encobrir “funcionários fantasmas” durante sua gestão como secretário de esportes na administração anterior.

Ele citou ex-funcionários da Prefeitura, como Eder Massoco, quem teriam sido “fantasmas”. Nem mesmo a esposa do vereador escapou das acusações já que ela é livre nomeada na Câmara de Embu das Artes. “Ele gosta de falar de nepotismo”, ironizou. Foram quase 30 minutos em tribuna.

Apesar de alguns vereadores tentarem amenizar o clima, Eduardo Lopes mantém luta para cassação de Luiz Lune

Apesar de alguns vereadores tentarem amenizar o clima, Eduardo Lopes mantém luta para cassação de Luiz Lune

Apesar da resistência de alguns parlamentares, que costuram uma punição mais branda ao vereador Lune, que acusou Lopes de tentar extorquir o presidente da Cooperativa Vida Nova, José Aprígio, o vereador tucano cravou. “Se ele não provar, vai para fora do parlamento”, completou Lopes.

Quando voltou a tribuna para votar a LDO, Lune não quis fazer nenhum comentário a respeito das declarações de Lopes.

SESSÃO SECRETA

O requerimento apresentado na sessão da semana passada que pede a abertura de processo de quebra de decoro e a cassação de Luiz Lune teve parecer favorável da Comissão de Justiça e Redação. Com isso, e após acordo, o presidente Cido (DEM) convocou uma sessão extraordinária secreta para o dia 28 de junho, às 15h, para tratar do assunto.

Deixe um comentario

Current ye@r *

© 2013 TABOÃO EM FOCO · RSS · Site por Keone Midia Online