Home » Política, Todas as notícias » Caso de morte suspeita no PS Antena é alvo de protestos em sessão na Câmara de Taboão

Caso de morte suspeita no PS Antena é alvo de protestos em sessão na Câmara de Taboão

Por Gilmar Júnior, na Jardim Helena

Familiares da jovem Rosimeire de Souza Manfrim, de 25 anos, que morreu após dar entrada no pronto-socorro e maternidade Antena no começo de março compareceram em peso à sessão da Câmara realizada na noite da última terça-feira (17) para cobrar respostas acerca das mortes que ocorreram recentemente no hospital. Nos últimos seis meses, cinco mortes estão sob suspeita.

Familiares e amigos de mulher que morreu no PS Antena cobram Justiça. (Foto: Cyntia Gonçalves / CMTS)

Familiares e amigos de mulher que morreu no PS Antena cobram Justiça. (Foto: Cyntia Gonçalves / CMTS)

Sob cartazes e gritos de justiça, a sessão começou com a presença de 11 vereadores e com as ausências de Luiz Lune (PCdoB) e Joyce Silva (PTB). A vereadora que também é presidente da Comissão Permanente de Educação, Saúde Pública e Assistência Social, foi a mais cobrada, pois, segundo os familiares ela que era a responsável por trazer as respostas. Sob licença-médica, a vereadora chegou ao plenário no final da primeira parte da sessão para conversar com os munícipes. “Eu me comprometo que nesta semana eu irei fazer a solicitação do laudo médico desde a primeira vez que ela deu entrada no hospital, até o laudo de morte dela”, disse a vereadora aos familiares de Rosemeire.

O assunto foi discutido na primeira parte da sessão quando o vereador Professor Moreira (PT) pediu ao presidente da Câmera, vereador Cido Alves (DEM) para convocar um dos familiares para falar na sessão, o que gerou aplausos dos munícipes. Já Cido afirmou que não poderia convocar um dos familiares para falar, pois, deve-se seguir o regimento interno que permite que até três populares tenham o direito de falar por sessão. “Sou um escravo de um regimento”, afirmou o vereador.

Presidente da Comissão de Saúde, vereadora Joice Silva conversa com amigos e familiares que acusam hospital de Taboão de neglicencia no atendimento de paciente morta.

Presidente da Comissão de Saúde, vereadora Joice Silva conversa com amigos e familiares que acusam hospital de Taboão de neglicencia no atendimento de paciente morta.

Ao final da primeira parte da sessão, diversos vereadores se encaminharam ao local onde estavam à família de Rosemeire. Eles ouviram reclamações quanto a qualidade do atendimento do PS Antena que é administrado pela SPDM desde março de 2013. A mãe de Rosemeire, Janalúcia Maria, acredita que o atendimento médico foi o causador da morte da filha. Segundo ela, Rosemeire foi duas vezes ao hospital, levou duas injeções e recebeu alta e na domingo. Conforme conta, ela não foi diagnosticada com algum tipo de doença. Na segunda-feira (9), Rosemeire teve uma parada cardiorrespiratória e faleceu logo após dar entrada no hospital.

SEM RESPOSTAS

Janalúcia, não saiu feliz ao final da sessão, de acordo com ela “o sentimento é de que não vai acontecer nada, pois não teve nenhuma resposta”. A expectativa é que a Câmara traga mais informações sobre o desenrolar do caso na próxima sessão, que ocorre na terça-feira (24).

 

Deixe um comentario

Current ye@r *

© 2013 TABOÃO EM FOCO · RSS · Site por Keone Midia Online