Home » Sociedade, Todas as notícias » Construção da Câmara de Taboão fica mais cara e valor total chega a R$ 4,3 milhões

Construção da Câmara de Taboão fica mais cara e valor total chega a R$ 4,3 milhões

Por Allan dos Reis, da Redação

A construção do novo prédio da Câmara Municipal de Taboão da Serra, no Jardim Helena, vai custar mais R$ 302,5 mil aos cofres do poder legislativo e terá o valor final de cerca de R$ 4,3 milhões. A previsão original da construção era de R$ 3.991.359,53, mas o valor foi reajustado devido a alterações no projeto oficial, conforme publicação no Diário Oficial do Estado de São Paulo do dia 22 de março.

Durante o processo licitatório, a empresa Ônix Construções S/A deu um lance muito abaixo das outras empresas e surpreendeu a comissão julgadora, que – por precaução – exigiu uma série de garantias de que a mesma teria condições de cumprir o contrato, que agora teve um reajuste de quase 8%.

A nova sede da Câmara de Taboão da Serra vai ficar mais cara e chega a R$ 4,3 milhões. (Foto: Arquivo)

A nova sede da Câmara de Taboão da Serra vai ficar mais cara e chega a R$ 4,3 milhões. (Foto: Arquivo)

A assessoria de imprensa da Câmara de Taboão alega que o projeto sofreu alterações para não danificar a estrutura do prédio vizinho e que o aditivo cumpre o que determina a lei de licitações.

“No decorrer da execução da obra, a empresa verificou que a fundação do prédio vizinho ficaria descoberta caso se adotasse a cota de nível inicialmente prevista no projeto, o que poderia ocasionar danos irreparáveis na estrutura do prédio ao lado. Em razão disso, houve a necessidade de adequação do projeto e consequentemente aditivo dos serviços complementares, não inicialmente previstos”, diz a nota.

Ela complementa que o “aditivo foi realizado nos termos do artigo 65, II, da Lei 8666/93, em razão de ordem técnica superveniente. O procedimento já está no Tribunal de Contas do Estado de São Paulo e pode se acompanhado através do número TC 37183/026/013”

Porém, em entrevista ao site Verbo Online em outubro de 2013, o presidente Eduardo Nóbrega descartou a possibilidade de aditamentos na obra e disse que poderia ocorrer apenas em casos extremos, mas que o valor seria no máximo de R$ 30 mil (menos de 10% do valor que acabou aditado).

“Não iremos apresentar um aditamento para essa obra, a não ser que seja algo absolutamente necessário como a constatação de depreciação no terreno, aprovado com laudo, que precisa alterar uma estrutura, ou questão técnica muito relevante que altere o projeto [não mais que] em R$ 20 mil, 30 mil. Deixamos claro. Foi uma questão muito levantada, não sei se existem muitas pessoas que torcem contra, se esses políticos que passaram e não conseguiram fazer, jogam esses boatos no ar, mas de forma velada, porque ficariam em situação muito ruim com a opinião pública. Mas foi bom, acabei tomando essa precaução”, falou Nóbrega.

A previsão é que a nova Câmara Municipal fique pronta no segundo semestre deste ano e deixe de pagar aluguel mensal de R$ 33 mil.

3 Responses

  1. Flavio Vianna disse:

    Alguém duvida que vai passar dos 5.0milhões!!! Vão pensando q me enganam…

  2. nico disse:

    Precisa investigar isto porque pode tá havendo alguma coisa errada. A obra mal começou e já está reajustando? parece os estádios da copa que começou com um valor pequeno e deu onde deu. ministerio publico neles, isto não vai acabar bem.

  3. diego disse:

    aí tem, tá me cheirando mal. CPI já.

Deixe um comentario

Current ye@r *

© 2013 TABOÃO EM FOCO · RSS · Site por Keone Midia Online