Home » Sociedade, Todas as notícias » Contra reorganização educacional e fechamento de escolas, estudantes realizam novo protesto em Taboão da Serra

Contra reorganização educacional e fechamento de escolas, estudantes realizam novo protesto em Taboão da Serra

Direto da redação do Taboão em Foco

Estudantes da rede estadual de ensino realizaram um novo ato nesta sexta-feira (9) contra o projeto do Estado de São Paulo, do governador Geraldo Alckmin (PSDB), de realizar uma divisão das unidades de ensino por ciclos na chamada “reorganização escolar”, o que resultaria no fechamento de algumas escolas. Durante a passeata no começo da manhã, os manifestantes chegaram a ocupar uma pista da Régis Bittencourt na altura do Shopping Taboão na caminhada que teve como destino final a Diretoria de Ensino.

Reorganização

Estudantes caminham para a Diretoria de Ensino em protesto contra fechamento de escolas (FOTO: Reprodução/Facebook)

Segundo os manifestantes, a intenção do protesto é chamar a atenção do governador e mostrar que os estudantes estão unidos contra as possíveis mudanças. Na proposta em discussão, que afeta diretamente Taboão da Serra, a escola estadual Alípio de Oliveira e Silva seria fechada e os mais de 600 alunos serão transferidos para outras escolas próximas ao bairro. Em Embu das Artes, será a escola Professora Sara Sanches Russo, no Jardim Tereza.

A intenção do protesto é pressionar o Governo Estadual (FOTO: Reprodução/Facebook)

A intenção do protesto é pressionar o Governo Estadual (FOTO: Reprodução/Facebook)

Segundo as informações da Secretaria, “partir do ano de 2016, a intenção é aumentar o número de escolas divididas por ciclos: Anos Iniciais do Ensino Fundamental, Anos Finais do Ensino Fundamental e Ensino Médio. Com o ciclo único, alunos do Ensino Médio, por exemplo, poderão estudar apenas com estudantes deste segmento. Entre os benefícios da medida estão a redução nos conflitos entre alunos de idades diferentes, além da melhor gestão da unidade, oferecendo a possibilidade de trabalhar estratégias pedagógicas voltadas a um único público”, diz trecho do documento.

Essa é a segunda vez na semana que os alunos se reúnem. Na última terça-feira (6), os estudantes participaram de uma conversa com representantes da Apeoesp (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo) e coordenadores da rede de ensino em Taboão.

Protesto na capital

Duas pessoas foram detidas pela polícia no início da tarde desta sexta no centro de São Paulo durante ato semelhante ao ocorrido em Taboão da Serra. A justificativa da polícia é que os detidos teriam xingado e agredido os policiais, conforme revelou o G1. Segundo a UMES (União Municipal dos Estudantes Secundaristas de São Paulo) cerca de 1200 estudantes se reuniram na avenida Paulista.

Deixe um comentario

Current ye@r *

© 2013 TABOÃO EM FOCO · RSS · Site por Keone Midia Online