Home » Política, Todas as notícias » Convênio com Solar dos Unidos não será renovado e prefeito rebate críticas feitas pelo vereador Moreira

Convênio com Solar dos Unidos não será renovado e prefeito rebate críticas feitas pelo vereador Moreira

Por Samara Matos, no Jardim Helena

No sábado (19) durante evento na Câmara Municipal, o prefeito Fernando Fernandes (PSDB) afirmou que o convênio com a ONG Solar dos Unidos não será renovado já que nos próximos dias será inaugurado um Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), que irá atender a demanda de crianças da região do Jardim Clementino.

Fernando Fernandes acusa vereador Moreira de utilizar situação de ONG para fins políticos. (Foto: Reprodução - Facebook Fernando Fernandes)

Fernando Fernandes acusa vereador Moreira de utilizar situação de ONG para fins políticos. (Foto: Reprodução – Facebook Fernando Fernandes)

Vereador Moreira e o prefeito Fernando Fernandes no Cemur em 2013. (Foto: Arquivo)

Vereador Moreira e o prefeito Fernando Fernandes no Cemur em 2013. (Foto: Arquivo)

“Quando o governo usa uma organização não governamental? Quando ele, por exemplo, tem a ausência de um serviço em determinada região. Aí ele recorre a uma organização, que por ventura está localizada naquela região para suprir essa deficiência. Era o que acontecia em relação ao Solar dos Unidos nesse quesito. [agora] O governo vai inaugurar um CRAS na região. Então, quando ele inaugura o Cras, começa a ter a responsabilidade de oferecer esse serviço a população através da Prefeitura”, explica Fernandes.

O prefeito afirma que o vereador Professor Moreira (PSD), que foi presidente da instituição, está usando o caso politicamente para fazer promoção pessoal, sendo que os muitos integrantes da organização são pessoas ligadas a ele. “O Moreira sabe exatamente o que está acontecendo. Nós estamos inaugurando um Cras naquela região”, diz. Ele reforça que ONG precisa ter vida própria e não depender apenas de parcerias com o governo.

Sobre a perseguição política que vereador afirma ocorrer por ele ser da oposição, o prefeito rebate. “Não existe uma perseguição política. Eu entrei [na Prefeitura] em 2013 e nós estamos em 2018. E o Solar dos Unidos funcionou com o Moreira na oposição durante os cinco anos. Então, que perseguição política é essa? Se fosse uma perseguição política, eu teria feito a perseguição lá em 2013, quando eu cheguei à Prefeitura”, completa Fernandes.

E avisou. “Se ele continuar usando politicamente essa questão, eu vou falar politicamente em relação a esse comando dele nessa entidade. Aí nós vamos ter que esclarecer isso com um pouquinho mais de profundidade para que todo mundo saiba como funciona”, encerrou Fernando Fernandes.

Deixe um comentario

Current ye@r *

© 2013 TABOÃO EM FOCO · RSS · Site por Keone Midia Online