Home » Todas as notícias » De saída do Cats, Edílson Capetinha é preso por não pagar pensão alimentícia

De saída do Cats, Edílson Capetinha é preso por não pagar pensão alimentícia

Da redação do Taboão em Foco

O jogador do Clube Atlético Taboão da Serra (Cats), Edílson Silva Ferreira, conhecido como Edílson Capetinha foi preso no sábado (16) por não pagar pensão alimentícia após desembarcar no Aeroporto Internacional JK, em Brasília. O valor devido seria em torno de R$ 430 mil. Caso não pague, ele deve ficar preso por 30 dias.

Apresentado com grande destaque pelo presidente Anderson Nóbrega, no campo, Capetinha não apresentou bom desempenho e – apesar de ainda ter contrato com o Taboão – não vinha atuando e foi à Brasília para assinar com um clube local.

Edilson Capetinha atraiu mídia ao Cats, mas sem desempenho em campo ficou abaixo do esperado.

Edilson Capetinha atraiu mídia ao Cats, mas sem desempenho em campo ficou abaixo do esperado.

“Ele chega não apenas com a missão de fazer muitos gols no Campeonato Paulista, mas também de servir como exemplo aos nossos atletas e todos os garotos e garotas taboanenses que tem o sonho de fazer do esporte sua profissão”, previu o presidente Nóbrega quando anunciou a sua contratação.

Capetinha, campeão mundial de 2002 com a seleção brasileira, além de títulos com o Corinthians e o Palmeiras, também é alvo de uma denúncia do Ministério Público Federal por uma suposta participação de um esquema de fraude nos pagamentos de prêmios de loterias da Caixa Econômica Federal. Ele nega o envolvimento neste esquema.

Deixe um comentario

Current ye@r *

© 2013 TABOÃO EM FOCO · RSS · Site por Keone Midia Online