Home » Sociedade, Todas as notícias » Dengue preocupa e Prefeitura de Taboão inicia mutirões para eliminar criadouros

Dengue preocupa e Prefeitura de Taboão inicia mutirões para eliminar criadouros

Por Victor Simões, da SeCom da PMTS

A Prefeitura de Taboão da Serra realizou, no dia 12 de dezembro, um mutirão de ações para combater o mosquito Aedes Aegypti, transmissor da Dengue, Chikungunya e do Zika Vírus. As atividades aconteceram no Jardim Novo Horizonte e no Saint Moritz.

Com a chegada do verão, aumenta a incidência de chuva em todo o Estado de São Paulo, o que favorece a proliferação do mosquito. Por isso, cerca de 300 pessoas entre voluntários e funcionários das secretarias de Saúde, e de todas as demais secretarias além da Defesa Civil se anteciparam ao período chuvoso e foram às ruas.

Além da distribuição de material educativo, toda a equipe visitou as casas procurando possíveis criadouros. Foram distribuídas telas para fechamento de reservatórios de água.

Mutirão no final de semana para combater a proliferação do mosquito da Dengue. (Foto: Jane Salazar / PMTS)

Mutirão no final de semana para combater a proliferação do mosquito da Dengue. (Foto: Jane Salazar / PMTS)

Os profissionais orientaram os moradores a não deixar água parada em locais como pneus, vasos de plantas e garrafas PET. “É fundamental que esse trabalho seja realizado e que nossos agentes indiquem às pessoas os possíveis focos de proliferação do Aedes Aegypti. Temos trabalhado com a prevenção o ano inteiro e agora mais ainda, pois estamos entrando no período de chuvas e calor”, explicou a secretária de Saúde de Taboão, Dra. Raquel Zaicaner.

Vale ressaltar que os ovos depositados pela fêmea do mosquito podem permanecer viáveis por até 450 dias no seco. Basta estar novamente em contato com a água para que em quinze dias esteja voando.

Ficar atento durante o ano inteiro e não deixar líquido armazenado em recipientes abertos previne a proliferação do mosquito.

O coordenador da Vigilância Epidemiológica, Dr. Milton Parron salientou que existem vários pontos que servem como criadouro da dengue. “As pessoas precisam ser os grandes agentes no combate ao mosquito. Algumas atitudes como não deixar água parada em vasos e pneus, caixa d´água descoberta, tampas de refrigerantes para cima, entre outros objetos que acumulem água podem diminuir o estrago feito por este mosquito”, disse.

Disque Dengue

A Prefeitura também criou o “Disque Dengue: (11) 4788-5609”, canal relacionado à Ouvidoria. Nele, os moradores podem fazer denúncias, esclarecer dúvidas, obter informações sobre o combate à doença ou solicitar a visita do Centro de Controle de Zoonoses. O serviço funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

Sintomas

Os principais sintomas da dengue são: febre alta, dores de cabeça, nas articulações, na musculatura e no fundo dos olhos. Cansaço, náuseas, vômitos e manchas vermelhas pelo corpo também podem ser indícios da enfermidade. Em caso de suspeita da doença, os moradores devem procurar o posto de saúde mais próximo e ingerir bastante líquido, especialmente água e soro caseiro. É importante não se automedicar.

One Response

  1. Fabiana disse:

    No Jardim América, mais precisamente na Rua Paraguai, tem um terreno com uma obra inacabada a mais de 30 anos… mato grande, moradores jogam lixo e possíveis focos de Dengue… Já houve diversas reclamações… Podiam fazer a limpeza desse terreno não????

Deixe um comentario

Current ye@r *

© 2013 TABOÃO EM FOCO · RSS · Site por Keone Midia Online