Home » Todas as notícias » Dr. Peter: “Não gosto e não quero” a tarifa de ônibus a R$ 3,80, que entra em vigor na segunda (6)

Dr. Peter: “Não gosto e não quero” a tarifa de ônibus a R$ 3,80, que entra em vigor na segunda (6)

Por Allan dos Reis, na sede da Prefeitura de Embu das Artes

O novo prefeito interino de Embu das Artes, Dr. Peter (PMDB), criticou o valor da nova tarifa do transporte municipal de R$ 3,80, que começa a vigorar na próxima segunda-feira (6). Ele deve discutir com auxiliares nas próximas horas se mantém ou baixa o valor da tarifa, que custa R$ 3,20 e terá um aumento muito acima da inflação.

Recém-empossado, Dr. Peter promete "olhar com bons olhos e coração" decreto que aumenta a tarifa do transporte municipal.

Recém-empossado, Dr. Peter promete “olhar com bons olhos e coração” decreto que aumenta a tarifa do transporte municipal.

“Eu preciso avaliar a questão financeira. Tudo aumentou, infelizmente. A inflação correu solta. Sabemos que a cidade é carente, uma cidade dormitório, uma cidade com uma população que realmente não consegue… com a passagem a R$ 3,80 torna-se cara”, diz Peter.

Em seguida completou. “Vamos fazer o possível e impossível para que seja o menor preço possível. Mas também não podemos quebrar. Essa é a verdade”, completou.

Tarifa de ônibus está programada para ser reajustada na próxima segunda (6) de R$ 3,20 para R$ 3,80.

Tarifa de ônibus está programada para ser reajustada na próxima segunda (6) de R$ 3,20 para R$ 3,80.

Como o aumento passa a vigorar em poucos dias, Peter deve tomar a decisão até o final de semana. Em outro momento da entrevista, ele voltou a ratificar se contrário a esse aumento. “Eu sinceramente não gosto e não quero”, disse.

Apesar de ter sido autorizado pelo então prefeito interino Hugo Prado (PSB), a decisão foi tomada pela equipe do prefeito eleito Ney Santos (PRB), que está foragido da Justiça, que decretou sua prisão.

EX-INTERINO

Criticado por todos, inclusive vereadores, por ter autorizado o aumento da passagem em quase 20%, o presidente da Câmara de Embu das Artes, Hugo Prado, evitou comentar de forma clara quais foram às razões para um aumento tão substancial.

Durante seu discurso na sessão, o presidente da Câmara mostrou a lei que determina o reajuste no mês de janeiro e tentou se esquivar da responsabilidade.

Autor do decreto que aumenta a tarifa de ônibus, Hugo Prado se defendeu durante sessão, mas não justificou o percentual do aumento, muito acima da inflação.

Autor do decreto que aumenta a tarifa de ônibus, Hugo Prado se defendeu durante sessão, mas não justificou o percentual do aumento, muito acima da inflação.

“Querer jogar no meu colo algo que lá atrás foi discutido é muito triste. […] Nós vamos receber nos próximos dias, 20 ônibus novos para nossa cidade, teremos mais quatro novas linhas para pegar o nosso povo. Nós precisamos melhorar a qualidade. Vocês podem ter certeza. Eu não sou irresponsável. Eu tenho coerência no que eu falo e no que faço”, completou Prado.

Procurado pelo Taboão em Foco logo após a sessão para falar  sobre o tema, Prado preferiu não conceder entrevista. “Não quero falar sobre isso. Já deu muita confusão. O prefeito é ele [Dr. Peter] e pode rever [o aumento]”, resumiu.

One Response

  1. Alberto Cardoso disse:

    E sao esses os politicos do Embu, demagogos, e sem noçao da realidade que vive a cidade do Embu.

Deixe um comentario

Current ye@r *

© 2013 TABOÃO EM FOCO · RSS · Site por Keone Midia Online