Home » Política, Todas as notícias » Em audiência pública em Taboão, secretaria de cultura mostra os feitos e artista pedem melhorias

Em audiência pública em Taboão, secretaria de cultura mostra os feitos e artista pedem melhorias

Por Allan dos Reis, no Jardim Helena

A Comissão de Educação da Câmara Municipal realizou na noite desta quarta-feira (9) audiência pública de cultura para discutir os avanços e necessidades de Taboão da Serra na área. Se por um lado à secretaria mostrou avanços desta gestão, os artistas pediram avanços, especialmente com a votação do Plano Municipal de Cultura.

Audiência de Cultura em Taboão da Serra levanta demandas da classe artística.

Audiência de Cultura em Taboão da Serra levanta demandas da classe artística.

Além do secretário de cultura, Laércio Lopes, que também ocupa o cargo de vice-prefeito, estavam presentes à vereadora e presidente da comissão Joice Silva (PTB), a vereadora Érica Franquini (PSDB), que é vice-presidente, o presidente da Câmara Cido (DEM), Ronaldo Onishi (SD), membros do conselho municipal de cultura e dezenas de artistas do município.

Secretário Laércio Lopes quer mais incentivo aos coletivos culturais.

Secretário Laércio Lopes quer mais incentivo aos coletivos culturais.

O secretário iniciou a sua fala elogiando os coletivos que produzem cultura no município, mesmo sem nenhum tipo de incentivo. “Nós temos coletivos maravilhosos aqui em Taboão. Gostaria de pedir ajuda para que eles façam cultura. A gente devia investir muito nos coletivos”, pediu Lopes, que elogiou a realização da audiência e lamentou que ainda não conseguiu manter investimento de 1% do orçamento.

Ele também falou a respeito do projeto de lei que dá isenção de IPTU aos estabelecimentos de cultura da cidade e a proposta de criar um sistema de financiamento a esses grupos.

 

Por enquanto, a prioridade apontada na audiência é a votação do Plano Municipal de Cultura, que já está na Câmara, mas que terá que ser apresentado pelo prefeito à para que entre em votação. Vale destacar que sem ele, não é possível aderir ao Sistema Municipal de Cultura e – conseqüentemente – ter acesso a outras fontes de financiamento cultural.

Alex Oliveira, integrante do premiado Grupo Clariô de Teatro, pediu mais participação da classe artística e destacou o papel do Espaço Clariô, que fica na divisa com São Paulo. “Em todos esses anos, 98% das nossas apresentações foram gratuitas e 30% [do que arrecadam] é utilizado para manter o local”, diz.

Artistas puderam expor suas opiniões a respeito da cultura taboanense.

Artistas puderam expor suas opiniões a respeito da cultura taboanense.

Já Alex Barcellos pediu agilidade na aprovação do plano para que faça “Taboão andar de diversas maneiras, descentralizando os recursos que estão dentro da secretaria”.

Joice Silva durante entrevista após audiência na Câmara.

Joice Silva durante entrevista após audiência na Câmara.

A presidente da comissão afirma que foi possível entender a demanda na área cultural e que agora vai trabalhar no convencimento do prefeito. “A audiência pública serviu para escutar o que a grande maioria [dos artistas] precisa e a gente levar isso adiante. […] Não é uma demanda fácil. Sabemos que uma época de recessão o prefeito tem algumas dificuldades, inclusive com a queda da arrecadação. Mas quando se trata de um projeto que fala de receitas, precisa vir do executivo. Mas vamos levar ao prefeito e discutir pontualmente com ele a necessidade e mostrar que vai se transformar em benefício”, diz Joice.

Os outros vereadores também destacaram a importância da cultura. “A cultura é uma parceira para ajudar a resgatar os jovens”, ressaltou Érica. Já Onishi lembrou que “cultura não se faz com discurso, mas com recursos e esse está faltando”. Por fim, Cido lembrou que “Taboão está longe de ser uma referência cultural” e lembrou do seu projeto Destac, já aprovado, que pode ajudar a financiar os coletivos.

APRESENTAÇÁO

O servidor e produtor cultural José Maria fez uma breve prestação de contas sobre o trabalho exercido pela secretaria. No primeiro momento, ele mostrou como vai funcionar o Sistema Municipal de Cultura quando todos os problemas burocráticos forem resolvidos.

Dentro os projetos da pasta, o destaque ficou com a procura para a Escola de Bailado, que atende atualmente mais de 1,4 mil alunos.

Zé Maria apresenta prestação de contas da Secretaria de Cultura de Taboão da Serra.

Zé Maria apresenta prestação de contas da Secretaria de Cultura de Taboão da Serra.

 

Deixe um comentario

Current ye@r *

© 2013 TABOÃO EM FOCO · RSS · Site por Keone Midia Online