Home » Sociedade, Todas as notícias » Em audiência pública, MST pede compensação das ZEIS que serão retiradas do plano diretor

Em audiência pública, MST pede compensação das ZEIS que serão retiradas do plano diretor

Por Allan dos Reis, no Jardim Maria Rosa

A audiência pública realizada na manhã deste domingo, dia 29, na Câmara Municipal para discutir alterações no Plano Diretor de Taboão da Serra aconteceu de forma pacífica e sem muitas discordâncias entre os movimentos de moradia e os vereadores. No final, houve um acordo de que as áreas de ZEIS (Zona Especial de Interesse Social) que estão sendo retiradas serão compensadas pela administração.

Audiência pública na Câmara de Taboão discute alterações no Plano Diretor.

Audiência pública na Câmara de Taboão discute alterações no Plano Diretor.

Uma das principais áreas, que foi gerou mais divergência na última audiência, foi retirada da proposta de mudança encaminhada pela prefeitura e não será votada neste na próxima terça (dia 1). A notícia foi dada pelo presidente da Câmara, Eduardo Nóbrega (PR), que anunciou que a “área da Niasi não será alterada neste momento pela administração e a área do ‘Paulo Colombo’ também não será”, disse.

Presidente da Câmara Eduardo Nóbrega diz que áreas polêmicas de alteração de zoneamento não serão votados por enquanto.

Presidente da Câmara Eduardo Nóbrega diz que áreas polêmicas de alteração de zoneamento não serão votados por enquanto.

A advogada Julia Collet lembrou que as áreas de interesse social necessitam ter serviços públicos de qualidade, além da moradia digna, e lembrou que a mudança do plano diretor tem que lembrar “a questão viária”.

O secretário de planejamento Olívio Nóbrega destacou as realizações da atual administração que está “visualizando a cidade para 20 anos”, afirma.

Após os discursos dos políticos, técnicos do setor de habitação da prefeitura explanaram cada uma das propostas de alteração no plano diretor e explicitaram a importância da medida. São vários bairros que vão sofrer mudanças como Jardim Salete, Parque Laguna, Jardim São Judas, entre outras regiões.

O líder do MST, Paulo Félix, comemorou a retirada da área do Jardim Helena da proposta de alteração e fez poucas ressalvas nas propostas apresentadas. Porém, ele discorda da retirada de uma área de ZEIS na Estrada Kizaemon Takeuti sem a devida compensação e por isso pediu que isso fosse feito no Parque Laguna. “Nós entendemos que o progresso é inevitável, mas nós queremos usufruir. É bom ressaltar que o povo vai morar e pagar conforme a sua estrutura”, diz.

Paulo Félix, do MST, pede compensação de área de ZEIS a ser retirada pela prefeitura.

Paulo Félix, do MST, pede compensação de área de ZEIS a ser retirada pela prefeitura.

No final da audiência, o presidente garantiu que irá conversar e, junto com seus colegas, convencer o prefeito Fernando Fernandes a compensar a área da Kizaemon aumentando as ZEIS na região do Laguna.

“Na reunião de base amanhã [segunda] será levada toda e repercutida essa audiência aqui. Nós iremos sustentar amanhã com o nosso governo que a área da Kizaemon, se alterar como deve ser, seja compensada com a área do Parque Laguna como apresentada pelo movimento. […] Eu tenho certeza que o prefeito vai encampar essa proposta. E se não acontecer, veremos na terça-feira como funcionam os poderes constituídos”, encerrou Nóbrega.

Deixe um comentario

Current ye@r *

© 2013 TABOÃO EM FOCO · RSS · Site por Keone Midia Online