Home » Todas as notícias » Em coletiva, Aprígio fala dos 120 dias como deputado estadual e critica gestão Fernandes em Taboão

Em coletiva, Aprígio fala dos 120 dias como deputado estadual e critica gestão Fernandes em Taboão

Por Allan dos Reis, no Jardim Maria Rosa

O deputado estadual Aprígio (PODE) deu entrevista coletiva no fim da tarde de terça-feira (16) no café do Taboão Plaza Outlet para fazer um balanço dos 120 dias de mandato na Assembleia Legislativa de São Paulo. Ela aproveitou a ocasião e não poupou críticas ao prefeito Fernando Fernandes (PSDB) e o vereador Eduardo Nóbrega (PSDB).

Deputado estadual Aprígio fez breve balanço dos 120 dias de mandato.

“Quero falar um pouco dos meus 120 dias de mandato. Não é fácil. É difícil a questão política. Já consegui mandar para nossa região R$ 3 milhões para nossa região. Para Taboão, R$ 600 mil, para Embu mais 600 mil. Para Itapecerica mais 600 mil e para Juquitiba e São Lourenço mais seiscentos mil”, diz Aprígio.

“Tem alguns projetos que fiz e estou empenhado para desenvolver bons projetos. Um dos que estou buscando muitas informações é a respeito da chegada do metrô até Taboão da Serra. Outro é a questão da Sabesp, que ela está cobrando um trabalho [coleta de esgoto] que ela não está fazendo em São Paulo. E tem a questão da água que vem muito poluída. Vem muito suja”, completou.

Em seguida, sua assessoria detalhou alguns dados como de indicações, que foram 39. Das emendas parlamentares, que formam os valores citados acima para cada um dos municípios da região. Há também os requerimentos de informações, que são quatro. Além dos cinco projetos de leis apresentados.

Durante oito anos Aprígio exerceu mandato de vereador em Taboão da Serra e comentou a diferença. “O mandato do vereador é limitado e do deputado amplo, que consegue emendas [recursos financeiros] para todo Estado e ajudar as cidades que precisam mais. Já os vereadores, o prefeito não tem recurso para investir na base dele”.

METRÔ TABOÃO

A discussão em torno da promessa de expansão da Linha 4-Amarela do metrô até Taboão da Serra foi alvo de críticas do deputado, que acusa o Governo do Estado de não ter projetos.

“Eles dizem que há vontade de trazer o metrô para Taboão da Serra, só que ainda não tem projeto definido. Eu queria saber quantas estações vão ter até Taboão da Serra. Vai ter terminal de ônibus? O que eles dizem é que não há previsão. Tá em estudo sim, há previsto duas estações, uma perto do Parque Chácara do Jockey e a outra em Taboão. Mas aonde? Não me deram resposta”, critica Aprígio.

Ele aproveitou o tema para criticar a sua colega de parlamento Analice Fernandes (PSDB) e o prefeito Fernando Fernandes a respeito do tema. “Em 2002 eu já trabalhei para uma candidata, que hoje é deputada aqui [Analice Fernandes] já fazendo a promessa do metrô. E o marido [Fernando Fernandes] já havia ganhado a eleição em 1996 dizendo que o metrô viria”, diz.

O deputado voltou a criticar o fornecimento de água ao município e criticou a classe política – em especial aos vereadores – que foram até a Sabesp para concordar com ela, que atestou como boa a qualidade de água fornecida no município.

EMPRÉSTIMO

Aprígio também criticou a atual administração pelo empréstimo de R$ 30 milhões, junto a Caixa, para fazer uma série de obras no município, incluindo a construção de unidades de saúde e asfaltamento de ruas.

O ex-vereador Wagner Eckstein e o vereador André Egydio acompanharam a coletiva ao lado de Aprígio.

“Se ele soubesse administrar não precisava pegar empréstimo para terminar os oito anos dele. […] Todos nós sabemos que dinheiro de banco é muito caro. Mesmo que fique para o outro [prefeito] pagar. O outro vai deixar de investir na saúde, segurança e qualquer outro benefício para população porque tem que pagar uma dívida. Isso é para fazer política para o ano que vem”, cutucou.

O ALVO: EDUARDO NÓBREGA

De quase aliados no final do ano a inimigos mortais. Essa é a relação entre o deputado Aprígio e o vereador Eduardo Nóbrega. As críticas desta vez foram porque o vereador saiu em defesa do prefeito contra as críticas que Aprígio fez durante a entrega de chaves dos apartamentos construídos pela cooperativa que preside.

“Eu achava que ele [Nóbrega] era um cara mais cabeça. Mas não. Se você olhar para ele duas vezes, ele te xinga”, cutuca.

LOTEAMENTO IRREGULAR

Durante a coletiva, Aprígio apresentou fotos de um loteamento que classificou como “crime” nas margens da Rodovia Régis Bittencourt, na região do Parque Laguna. “[A Prefeitura] não poderia deixar fazer. É um loteamento vendido por 30 ou 40 mil o lote, em uma pirambeira. É área de risco e as pessoas vão morrer lá. E quem é o culpado?”, questiona.

Aprígio mostra foto de área (particular) sendo ocupada de forma irregular em terrenos nas margens da Rodovia Régis Bittencourt.

Por fim, pede. “Prefeito Fernando Fernandes, você não está vendo isso? Só vê prédios bonitos e confortáveis? Parece que tem inveja da cooperativa. Veja e intervenha nesse processo aqui. Olha a inclinação deste morro”.

PRÉ-CANDIDATOS

Aprígio, que não esconde de ninguém que deseja disputar as eleições para prefeito em 2020. Porém, questionado a respeito das outras pré-candidaturas, o deputado preferiu não avaliar nenhum deles.

“Não vou falar de nenhum [dos pré-candidatos]. Eu conheço todos, mas não conheço a referência e o trabalho de nenhum. Não dá para criticar ou fazer elogios. Se eu for candidato, quero mostrar para que eu vim”, resumiu.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentario

© 2013 TABOÃO EM FOCO · RSS · Site por Keone Midia Online