Home » Esporte, Cultura e Lazer, Todas as notícias » Em partida tumultuada na Copa SP, Taboão vence Chapecoense por 2 a 0 e lidera o grupo na Copa SP; veja mais detalhes do jogo

Em partida tumultuada na Copa SP, Taboão vence Chapecoense por 2 a 0 e lidera o grupo na Copa SP; veja mais detalhes do jogo

Por Allan dos Reis, no Jardim Maria Rosa

O Clube Atlético Taboão da Serra (CATS) venceu por 2 a 0 a equipe do Chapecoense (SC) na tarde deste domingo, dia 4, e terminou a rodada na liderança do ‘Grupo R’ com três pontos. Os gols foram marcados pelo atacante Juninho aos 42 minutos do 1º tempo e Gabriel aos 51 minutos do 2º tempo. O jogo entre Santa Cruz e América-MG, que iniciou logo em seguida, terminou em 1 a 1.

Cats inicia bem e comemora vitória na Copa São Paulo de 2015

Cats inicia bem e comemora vitória na Copa São Paulo de 2015

Com o apoio da torcida que lotou as arquibancadas do estádio municipal Vereador José Feres, a equipe taboanense dominou a primeira etapa do jogo. O primeiro chute saiu aos três minutos em um contra-ataque. No banco de reservas, o técnico Ademir Fesan pedia tranquilidade à equipe e pedia para os seus atacantes “fazer o simples”.

Enquanto a equipe da casa pressionava, a Chapecoense tentava encaixar um contra-ataque, mas sem muitos sustos. Aos 27 minutos, o zagueiro Rômulo subiu foi até a área do adversário e acertou um belo voleio, que passou perto da trave.

Aos 37, a equipe de Santa Catarina conseguiu encaixar um belo contra-ataque, mas o seu atacante se enrolou com os zagueiros na área. Faltando poucos minutos para o fim da primeira etapa, o técnico taboanense bradava com o juiz. “E o quinto jogador deles que cai em campo”, protestava. E a revolta foi ainda maior quando o zagueiro de Chapecó, que tinha cartão amarelo, fez mais uma falta dura aos 42 minutos e não foi expulso.

Um minuto depois, o atacante Julinho aproveitou o chute do atacante Marcus Vinicius, que bateu na trave, e ficou esperando o chute no meio da área. Foi são empurrar para redes e comemorar.

“O gol saiu graças ao nosso trabalho de todo dia. A bola veio do Marcão [atacante], que virou e chutou na trave e sobrou para mim. No segundo tempo que ir para cima e segurar o máximo possível”, disse Julinho na saída para os vestiários.

2º TEMPO RECUADO E NERVOSO

O CATS voltou para a segunda etapa mais recuado e quase sofreu o empate aos 3 minutos com o atacante Wesley. E cinco minutos depois o jogador do Caos Rodrigo. Na súmula, o juiz relatou que o mesmo atingiu um pontapé no jogador adversário.

Árbitro quase encerra a partida alegando falta de segurança; policiamento foi reforçado.

Árbitro quase encerra a partida alegando falta de segurança; policiamento foi reforçado.

O clima fora de campo esquentou com representantes da equipe taboanense xingando o juiz, que se parecia muito confuso ao marcar algumas faltas. Então, o quarto árbitro chamou o juiz, que interrompeu a partida por mais de cinco minutos alegando falta de “condições” para continuar a partida devido a xingamentos vindo do camarote, montado em um setor originalmente destinado a imprensa.

Na sumula, o árbitro relata os xingamentos que teriam vindo do vereador Eduardo Nóbrega (PR), ex-presidente do Caos. “O mesmo disse que poderia acabar a partida que ele não sairia do local. O mesmo ainda incitou a torcida, dizendo com linguagem gestual que poderia acabar o jogo. A partir disso foi pedido ao policiamento a solução do problema, após 4 minutos foi restabelecido e reiniciado o jogo”, diz trecho da sumula entregue após a partida.

 

Com o reinicio da partida e com os gritos da torcida, a equipe taboanense segurava o resultado e a travessão ajudava a equipe. Foi quando nos acréscimos, em contra-ataque o juiz marcou pênalti, convertido pelo jogador Gabriel, que correu todo campo em direção aos seus familiares, que estavam na arquibancada e foi abraçado por todo time, já que o juiz encerrou a partida.

Dirigentes e políticos no camarote não pouparam críticas ao árbitro no jogo do Taboão.

Dirigentes e políticos no camarote não pouparam críticas ao árbitro no jogo do Taboão.

TÉCNICO RECLAMA DA ARBITRAGEM E COMEMORA VITORIA

Após passar quase todo segundo tempo reclamando da arbitragem ao bandeirinha e ao quarto árbitro, o técnico Ademir Fesan desabafou, mas destacou a importância da vitória a equipe, que joga na próxima quarta (7) e pode garantir a sua classificação.

Ademir Fesan comemora vitória do Cats, mas fez questão de criticar a atuação do árbitro durante toda partida.

Ademir Fesan comemora vitória do Cats, mas fez questão de criticar a atuação do árbitro durante toda partida.

“Eu ganhei o jogo e fui reclamar da arbitragem. E uma situação que não gosto de fazer. O garoto foi expulso. Tomou dois cartões e nenhum era para ser cartão. Como é que faz uma falta desta de costas. Ele quase estraga todo trabalho, mas a equipe soube lidar com essa situação. No todo, foi uma experiência boa. Começar com três pontos é muito bom. São apenas três jogos, mas vamos passo a passo. Temos que ganhar do Santa Cruz senão não adianta nada”, encerrou.

Deixe um comentario

Current ye@r *

© 2013 TABOÃO EM FOCO · RSS · Site por Keone Midia Online