Home » Todas as notícias » “Eu quase morri”, taboanense que carregou tocha olímpica relata história de superação

“Eu quase morri”, taboanense que carregou tocha olímpica relata história de superação

Da Por Gilmar Júnior, direto da redação

Os Jogos Olímpicos já estão para começar e apesar dos problemas estruturais e culturais que envolvem a realização do evento, histórias de superação vêm a tona. Não foi diferente para o taboanense Rogerio Zeferino, que aos 48 anos de idade ganhou a chance de carregar a tocha olímpica e viver, conforme diz, um grande momento em sua vida.

O judoca Rogério Zeferino foi o único taboanense a carregar a tocha olímpica.

O judoca Rogério Zeferino foi o único taboanense a carregar a tocha olímpica.

Animado pela experiência, Zeferino comenta a emoção de conduzir a chama olímpica. “Quando me deixaram no ponto que ia acender a tocha foi demais. Vem o comboio de caminhões da Nissan e da Coca-Cola com um letreiro com meu nome e muita música eletrônica. Depois de outra condutora acender a minha tocha, em  seguida, já comecei  o meu revezamento de 200m, onde não lembrava de mais nada, só na tocha comigo. Adrenalina! Fui a 1.000!”, comentou o professor de Judô da Secretaria de Esportes de Taboão da Serra.

Rogerio Zeferino carregou a Tocha Olímpica em um trecho de 200 m no revezamento em Jundiaí (Foto: Arquivo pessoal)

Rogerio Zeferino carregou a Tocha Olímpica em um trecho de 200 m no revezamento em Jundiaí (Foto: Arquivo pessoal)

O momento de grande felicidade serviu para que Zeferino esquecesse um pouco de seus problemas de saúde. “Venho passando por um tratamento pesado. Eu quase morri algum tempo atrás. Estou fazendo um tratamento médico da medula óssea. Estou um tempo fora do meu espore favorito, que é o judô e quando faço muito esforço, o meu coração bate muito rápido e fico muito cansado, mas carregando a tocha naqueles 200 metros não senti dor e nem cansaço. Para mim é um motivo de superação”, conta o professor, que foi escolhido para conduzir a tocha após passar por fases eliminatórias de um processo seletivo feito pela Nissan.

Relembrando a sua carreira de atleta, ele comenta que representar Taboão da Serra foi algo que jamais será esquecido.”É muto prazeroso [“representar” Taboão]. É a cidade onde nasci, trabalho e que sempre competi por ela. Levando o seu nome para vários lugares. Sempre estará no meu coração”, conclui.

A cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro será realizada no dia 5 de agosto, às 20h.

Deixe um comentario

Current ye@r *

© 2013 TABOÃO EM FOCO · RSS · Site por Keone Midia Online