Home » Todas as notícias » Ex-PT, vereador Professor Moreira é cobiçado pelo prefeito Fernando para integrar o governo em 2017

Ex-PT, vereador Professor Moreira é cobiçado pelo prefeito Fernando para integrar o governo em 2017

Por Allan dos Reis, no Jardim Helena

O prefeito Fernando Fernandes (PSDB) afirma ter convidado o único vereador eleito por um partido da oposição a aderir o seu governo a partir de 2017. Eleito pelo PSD com 2.780 votos, Professor Moreira, que era filiado ao PT até o início de 2016, é crítico da atual gestão, especialmente na área da saúde.

“Acho que vamos ter um diálogo com Moreira. Espero que o Aprígio [candidato a prefeito pelo PSD] também tenha essa compreensão e que o Moreira venha fazer parte do Governo. E fazer parte do governo não significa ser ‘vaca de presépio’ porque meus vereadores não são vacas de presépios”, diz Fernandes.

Apontado com um dos vereadores que podem mudar o voto a presidente da Câmara, Professor Moreira reafirma voto em Marcos Paulo.

Professor Moreira, que deixou o PT no início de 2016, agora é cobiçado pelo prefeito Fernando Fernandes do PSDB para integrar o governo e acabar – de vez – com a oposição. (Foto: Arquivo)

Apesar de afirmar que ambos sempre tiveram uma “relação muito respeitosa”, em abril deste ano, durante inauguração da UBS do Jardim Clementino, o prefeito criticou o parlamentar, que dias antes esteve no Pronto Socorro Infantil junto com o então pré-candidato a prefeito Aprígio e após confusão no local, funcionários registraram um boletim de ocorrência no 1º DP de Taboão da Serra contra o vereador.

“Temos enfrentado uma oposição inescrupulosa nesta Câmara. Uma oposição covarde, que chega a ponto de ir incitar a população no Pronto Socorro Infantil. Isso é uma atitude covarde. Quem joga o povo e quer fazer política numa hora difícil, com criança, é covarde, covarde”, desabafou Fernandes.

Na época, Moreira também respondeu as críticas. “O prefeito não vai me amedrontar. Não vai calar essa voz. Senão vou me sentir ameaçado pelas palavras dele. E qualquer coisa que acontecer comigo, vou falar que o prefeito mandou. Se não puder trabalhar nesta cidade, não poder fiscalizar, é porque o prefeito não quer que eu vá. Fico muito preocupado com a fala do prefeito que disse que a oposição é covarde”, respondeu.

Questionado como seria a participação caso aceitasse o convite, Fernandes respondeu. “Eu acho que a gente vai avançar essa conversa com o vereador Moreira. Ele ser base, fazer parte da Prefeitura e ir discutir com a gente projetos. Ter participação no governo porque isso é legitimo. Ter cargos. Todos os governos do Brasil são de coalização. E não se constrói sem participação”, encerra.

Deixe um comentario

Current ye@r *

© 2013 TABOÃO EM FOCO · RSS · Site por Keone Midia Online