Home » Política, Todas as notícias » Fernando propõe efetivo da GCM 50% maior; Aprígio promete lazer na periferia

Fernando propõe efetivo da GCM 50% maior; Aprígio promete lazer na periferia

Adilson Oliveira, no Jardim Mirna e no Santo Onofre, em Taboão da Serra

O candidato a prefeito Fernando Fernandes (PSDB) esteve no Jardim Mirna nesta quinta-feira, dia 9, e disse que “quase 100%” dos moradores reclamaram da falta de segurança. Ele insistiu no monitoramento por câmeras, que promete instalar nos “grandes corredores e principais ruas dos bairros”. Ao falar em disseminar o sistema após visitar na terça-feira a Vila Iasi, não soube dizer o investimento necessário, mas que o orçamento em 2004, quando deixou a prefeitura, era de R$ 178 milhões e hoje é em torno de R$ 500 milhões. “Ele comporta”, frisou.

Fernando ouve morador do Jardim Mirna reclamar que assalto no bairro "acontece a qualquer hora" (foto: Divulgação)

Em resposta a crítica de que a responsabilidade pela carência é do Estado, governado pelo seu partido, Fernando disse que a prefeitura, porém, precisa contribuir. “Recuperar a grande corporação que já foi a Guarda Municipal. Hoje, é uma Guarda dividida, vejo uma guerra interna muito grande, não pode nem ser considerada uma corporação”, exemplificou. Ele falou em aumentar o efetivo. “Mas antes de tudo, [vou] recuperá-la”, afirmou o candidato, que disse achar que Taboão tem 200 GCMs, mas “o número ideal para a cidade” são 300 guardas.

O candidato a prefeito Aprígio (PSB) fez corpo a corpo com eleitores no Jardim Santo Onofre e Jardim Panorama, desde a manhã. Por volta das 13h, o Taboão em Foco o abordou para falar sobre a atividade. Ele fez gesto com a mão e disse que estava sem voz. A reportagem observou, porém, que Aprígio conversou com moradores sem dificuldade. O candidato a vice Wagner (PT) também disse que não podia falar no momento – dois dias depois de a candidatura ser questionada após apreensão de jornal produzido por profissional da campanha.

No fim da caminhada, Aprígio viu a reportagem, entrou no carro e deixou o local. Antes, prometeu criar um fundo para financiar habitação popular ao conservar com uma mulher que disse ter se inscrito em 2005 em projeto para receber apartamento e ainda está “aguardando moradia do [governo] Evilásio”. Segundo apurou o TF, Aprígio ouviu queixas de falta de médicos na UBS Panorama/Scândia e de IPTU alto, e garantiu construir, “após desapropriar cinco ou seis casas”, um mini-CEU para a comunidade ter lazer, forte reivindicação que ouviu.

Aprígio pede voto a eleitora no Santo Onofre, região onde prometeu lazer com obra de mini-CEU (foto: Divulgação)

Nesta sexta-feira, dia 10, Aprígio pede voto no Jardim das Oliveiras, na divisa – delimitada pelo córrego Pirajuçara, que está sendo canalizado – com a capital, às 9h30. Já Fernando caminha também na região, no Parque Marabá, com início às 14h na rua Dr. Carlos Siqueira Neto, sentido rua Vicente Pereira. A reportagem telefonou para o candidato Stan (PSOL), mas ele não estava e não retornou ao pedido de contato. Nos últimos dias, em recuperação após exame, ele tem evitado agendas externas e priorizado visitas a eleitores.

One Response

  1. Lidiane disse:

    Só espero que o fernando fernandes esteja sabendo do que ocorreu no dia 04/09/2012 por volta das 15:00horas quando um dos individuos que trabalha para ele em uma passiata envadiu a minha casa sem permiçao de ninguem , onde esse individuo entrou em minha casa para colocar uma placa levando o nome de fernando fernandes , onde tive que chamar a policia e abrir uma ocorrencia , todos tem o direito de votar em quem quizer , mas ninguem tem o direito de invadir a casa de ninguem , ao colocar uma escada e pular da sacada para dentro de casa isso se chama invasao a domicilio, só quero deixar registrado pois nao fica nada bem Fernando Fernandes levando um processo nas costas em plena epoca de eleiçao .

Deixe um comentario

Current ye@r *

© 2013 TABOÃO EM FOCO · RSS · Site por Keone Midia Online