Home » Todas as notícias » Fernando recebe no gabinete dois vereadores ‘independentes’ e volta à base governista avança

Fernando recebe no gabinete dois vereadores ‘independentes’ e volta à base governista avança

Por Allan dos Reis, na redação

O prefeito Fernando Fernandes (PSDB) recebeu nesta sexta-feira (8) os vereadores intitulados ‘independentes’ Alex Bodinho (PPS) e Eduardo Nóbrega (PSDB), que negociam a volta à base governista. O clima bélico que norteou a relação nos últimos meses perdeu força e agora faltam poucos detalhes para que o mandatário volte a ter a maioria na Câmara, perdida quando o atual presidente Marcos Paulo (PPS) rompeu e – com outros seis – aderiu ao bloco.

Sessão solene no Cemur foi o pontapé inicial das conversações entre Fernando Fernandes e os vereadores ex-governistas, que criaram um bloco independente. Na foto, Fernandes conversa com Olívio Nóbrega, secretário demitido, e os vereadores Eduardo e Carlinhos do Leme.

Desde o dia 19 de fevereiro, quando prefeito e todos os vereadores em sessão solene pelo aniversário da cidade se encontraram e trocaram as críticas , ameaças e acusações por palavras de cordialidade, as negociações avançaram. Desde então, outras reuniões já ocorreram e a próxima, mais completa, deve acontecer nesta segunda (11).

Bodinho e Fernandes se abraçaram no Cemur meses após discussão ríspida e ofensiva dentro do gabinete do prefeito.

Por telefone, o Taboão em Foco conversou com alguns vereadores que estavam na reunião de hoje. Dois deles evitaram sacramentar que a conversa foi para tratar de retorno à base.

“Discutimos sobre o salário do funcionalismo. Ninguém voltou para o governo. Não teve essa discussão”, repetiu diversas vezes Alex Bodinho. Porém, ele admite que a volta à base governista está próxima. “Nunca vamos fechar nada sem o grupo. Sou favorável (a voltar), mas se fizer o que a gente pediu. Se ficar nessa briga a cidade perde. Vamos ser governabilidade”, prevê.

Nóbrega tem sido mais incisivo para o retorno ao governo. Passou a fazer a defesa na Câmara e não poupa elogios públicos ao prefeito Fernando Fernandes. “A reaproximação está sendo uma coisa devagar. E o ponto crucial é o aumento do funcionalismo. Se tiver isso, a cidade volta a ter paz”, diz. E completa. “Vamos aparar as arestas para se concentrar na recomposição”.

Outra pessoa que participou da reunião, e pediu para falar em off, porém, negou que a conversa fosse para tratar especificamente de questões ligadas ao funcionalismo e sim um “bate-papo” de reaproximação. “Sabemos que o governo precisa dos vereadores e [os seis vereadores que são da base] não vamos colocar nenhum obstáculo. Temos também uma sucessão [em 2020] e o governo terá candidato”, diz.

VAI FICAR NA OPOSIÇÃO

Dos seis vereadores que compõe o BIH, um deles diz que está esperando os vereadores se acertarem para ir – oficialmente – para oposição. É o vereador André Egydio (PSDB).

“Acho que a pauta [da reunião desta sexta] era para aparar as arestas. Estão fazendo gestão para isso. Todo mundo voltar e dar governabilidade ao prefeito. Não sou a favor de voltar para base governista. Decidi não voltar, mas parece que tem proposta para os cinco voltarem”, diz Edydio.

Para Egydio, não há possibilidade de voltar a base governista, mesmo sendo do PSDB, partido do prefeito.

Print Friendly, PDF & Email

One Response

  1. Eduardo disse:

    É justamente isso que Taboão Precisa, não é hospital nem médicos nem lazer e sim políticos brincando de clube da Luluzinha

Deixe um comentario

© 2013 TABOÃO EM FOCO · RSS · Site por Keone Midia Online