Home » Todas as notícias » Governo estuda acabar com o refil de refrigerante nos fast-foods

Governo estuda acabar com o refil de refrigerante nos fast-foods

Da redação do Taboão em Foco, com informações da Agência Brasil

Em luta contra o consumo excessivo do sódio, o governo planeja evitar que as redes de fast food vendam os tradicionais refis das bebidas como costumeiramente faz, conforme estabeleceu o Ministério da Saúde, em pronunciamento no último dia 13. O Ministério da Saúde pretende negociar diretamente com as empresas do setor e estuda até criar um projeto de lei para barrar o serviço.

Ministério da Saúde quer proibir refis de refrigerante no Brasil. (Foto: Mario Tama / Getty Images)

Ministério da Saúde quer proibir refis de refrigerante no Brasil. (Foto: Mario Tama / Getty Images)

Segundo o ministro da Saúde, Ricardo Barros, há, pelo menos, mil lojas de fast food e outras redes de restaurantes que oferecem o serviço de refil, aquele que você pode encher o copo com a bebida quantas vezes quiser. O motivo, segundo Barros, é barrar um aumento de 30% no consumo, que é a porcentagem do volume que os refis proporcionam. “Isso vai contra a nossa meta que estamos estabelecendo para a nutrição”, disse.

Outras iniciativas para o setor incluem restrições em alimentos industrializados. A negociação do poder público com o setor privado é que o rótulo que traga alerta para o teor de sódio e açúcar nos alimentos e a inclusão de um dosador em todos os pacotes de sal.

Deixe um comentario

Current ye@r *

© 2013 TABOÃO EM FOCO · RSS · Site por Keone Midia Online