Greve dos Correios deve prejudicar entrega de correspondências em Taboão

Por Samara Matos, na redação

Os funcionários que trabalham nos Correios decidiram entrar em greve a partir desta quarta-feira (11) por período indeterminado. A adesão ainda não é total, mas a entrega de correspondências devem começar a ser impactada nos próximos dias, já que existe a expectativa de que mais trabalhadores participem do movimento grevista.

Funcionários dos Correios entram em greve por tempo indeterminado (Foto: Arquivo / Agência Brasil / Divulgação)

A paralisação é uma das formas de protestar contra a proposta do governo Jair Bolsonaro de privatizar os Correios e contra o reajuste salarial de apenas 0,8%. Eles também lutam contra a exclusão do vale cultura, a redução do adicional de férias de 70% para 33% e o aumento da mensalidade do convênio médico e da coparticipação em tratamentos de saúde.

O Taboão em Foco conversou por telefone com funcionário de uma das agências de Taboão da Serra. Ele explicou que devido a adesão de alguns trabalhadores, as entregas podem sofrer atrasos. Porém, nenhuma unidade vai fechar.

Este anúncio custou aos cofres públicos municipal a quantia de R$ 1.100,00.