Home » Política, Todas as notícias » Grevistas não aceitam imposição do prefeito para reunião e decidem manter paralisação em Taboão

Grevistas não aceitam imposição do prefeito para reunião e decidem manter paralisação em Taboão

Por Allan dos Reis, no Parque Assunção

Os servidores da educação de Taboão da Serra recusaram na manhã desta quarta-feira (10) a proposta feita pelo prefeito Fernando Fernandes (PSDB) de encerrarem a greve em troca de uma reunião no dia 25 de maio para discutir a pauta de reivindicações.

No geral, os educadores entendem que encerrar a greve soaria como uma derrota e desmobilizaria todo movimento. Havia também o temor de que o mandatário desmarcasse o encontro.

Servidores da educação decidem manter a greve em Taboão da Serra.

Servidores da educação decidem manter a greve em Taboão da Serra.

“A assembleia rejeitou a proposta do prefeito Fernando Fernandes de receber o sindicato e a comissão de representantes dos trabalhadores no dia 25. Foi rejeitado porque entendemos que dia 25 está muito longe. E para quem está em greve, todos esses dias teríamos que aguardar para reunião com o prefeito. A assembleia rejeitou e entende que a greve está forte para segurar até que o prefeito nos chame. A urgência agora está na mão dele”, diz Adenir Segura, presidente do Siproem, sindicato que representa a categoria.

Com a decisão tomada, os servidores prometem intensificar as ações com caminhadas e protestos e pontos distintos do município.

A reportagem do Taboão em Foco ligou ao vereador Eduardo Nóbrega (PSDB), presidente da comissão de educação, para que comentasse a respeito da recusa de encerramento da greve.

“Fico muito triste e lamento. Vou continuar tentando o diálogo, mas cria um entrave. A posição do governo é clara e legítima. Os grevistas também tem posição clara e legítima. Fico triste, mas vou buscar o diálogo”, diz Nóbrega.

A próxima assembleia que vai discutir a manutenção ou não da greve acontece na próxima quarta, dia 17. As duas principais reivindicações da categoria gira em torno de reajuste salarial, com base na inflação dos últimos 12 meses, e concessão de vale-transportes.

Deixe um comentario

Current ye@r *

© 2013 TABOÃO EM FOCO · RSS · Site por Keone Midia Online