Home » Sociedade, Todas as notícias » Grupo de servidores da educação de Taboão entram em greve nesta sexta (6); categoria exije reajuste de 40%

Grupo de servidores da educação de Taboão entram em greve nesta sexta (6); categoria exije reajuste de 40%

Por Allan dos Reis, na região central

Um grupo de professores da rede municipal de ensino de Taboão da Serra prometem entrar em greve nesta sexta-feira, dia 6, para exigir reajuste salarial de 40% e a inclusão de outros benefícios como vale transporte e aumento da cesta básica. Agora eles tentam convencer outras categorias a aderiram a greve. Como a adesão não é total, ainda não é possível saber se algumas escolas vão ficar fechadas.

Professores da rede municipal de ensino realizam protesto em frente a Prefeitura de Taboão da Serra na semana passada.

Professores da rede municipal de ensino realizam protesto em frente a Prefeitura de Taboão da Serra na semana passada.

“A intenção é intensificar a paralisação, que agora se transforma em greve, nas 55 escolas que já aderiram as duas paralisações anteriores. Nós estamos comunicando os trabalhadores da Usina [almoxarifado central] aonde iremos de manhã para convencê-los a aderir o movimento. A Atraspacs cumpre o papel legal de avisar a prefeitura e representar os trabalhadores neste direito legítimo, sobretudo na database [1º de maio] que não está sendo cumprido e respeitado a mais de 18 anos pelos prefeitos”, afirma Sandra Fortes.

O prefeito Fernando Fernandes disse que está conversando com o secretário de educação, João Medeiros, para monitorar a adesão da greve, mas não acredita que eles vão conseguir mobilizar toda categoria.

“O que a gente viu até agora é uma baixa adesão. Em frente a prefeitura tinha cento e poucas pessoas das quais nem todas eram professoras, ADIs e ADEs. A gente viu muita gente de sindicato e políticos. A gente não acredita que a greve possa afetar as nossas escolas”, afirma Fernandes.

Em seguida comentou como foi a reunião da semana passada. “Esse grupo de professores, que agora fica muito caracterizado que é um grupo político, atendi na semana passada. Nós discutimos várias questões. E ficou de se tirar uma comissão para estudar, inclusive o índice para ser aplicado em um futuro próximo e ao sair do gabinete, foram para rua e melaram todo o acordo. Se não tem valor o que foi discutido lá dentro, eu não tenho mais o que discutir com eles”, criticou Fernandes.

Sandra afirma que a proposta foi rejeita pelo comando de greve em assembléia realizada após a reunião e a data proposta para nova reunião – proposta para o dia 24 – estava muito longe.

O prefeito promete que nos próximos dias vai conversar com as ADI’s e ADE’s junto com secretário de educação, João Medeiros, e reconheceu que algumas reivindicações são justas e que é possível implementar.

“Das reivindicações tem muitas que dá para atender. O que eu acho justo é o atestado de acompanhamento, a revisão do estatuto do magistério e tem a questão de incorporar as ADIs e ADEs que está sendo estudado”, encerra.

2 Responses

  1. Tania disse:

    Tomei conhecimento hoje desta greve na escola da minha filha de 5 anos, EMI Anjinho. Devido a falta de professores (greve) a festa Juninha agendada para 14/06 foi cancelada. Lamentavel que os educadores de nossos filhos nao sejam bem remunerados, e que nossos filhos deixem de aprender e percam a oportunidade de socializacao

  2. Tania disse:

    Tomei conhecimento hoje

Deixe um comentario

Current ye@r *

© 2013 TABOÃO EM FOCO · RSS · Site por Keone Midia Online