Home » Sociedade, Todas as notícias » Homicídio diminui, mas Taboão já tem “ano perdido” na segurança

Homicídio diminui, mas Taboão já tem “ano perdido” na segurança

Adilson Oliveira, na região do Pirajuçara, em Taboão da Serra

Após apresentar aumento em julho, Taboão da Serra teve diminuição nos homicídios dolosos (intencionais). Em agosto, registrou uma ocorrência de assassinato e uma vítima, enquanto que no mesmo mês do ano passado foram dois casos com dois mortos – redução de 50%. O município pode comemorar na comparação com o Estado de São Paulo, que teve alta de 8,6% nas ocorrências e ainda maior no número de vítimas, 12,4%.

Contudo, Taboão já pode considerar 2012 como um “ano perdido” na segurança – responsabilidade do governo do Estado. Em oito meses, os casos de homicídio totalizam 27, enquanto que foram 24 durante todo o ano anterior. A gravidade é flagrante na confrontação com o mesmo período, já que até o mês passado de 2011 o município teve dez mortos – aumento de 170%. Na variação, o Estado todo também teve 6,3% mais casos.

Se já não bastasse, em relação ao número de vítimas, enquanto nos oito primeiros meses de 2011 foram dez mortos, de janeiro a agosto passado 29 pessoas foram assassinadas em Taboão, 190% a mais. O número já é 16% maior que os óbitos de 2011 inteiro (25). Como alento, o dado de agosto serve para reduzir o “abismo” entre os anos – em julho, os casos e o total de vítimas eram 225% e 250% mais altos. No Estado, alta de 7,7%.

Em outros crimes, Taboão teve em agosto 35,9% menos roubos de veículos, mas aumento de 150% em estupros. Registrou ainda diminuição em roubos, crescimento em furtos e furtos de veículo, e voltou a não ter latrocínio no mês. Nos oito meses iniciais, porém, só teve queda em roubos, e alta ainda em latrocínios, estupros, roubos de veículos, furtos e furtos de veículos – prova de que a redução em agosto não foi suficiente.

Deixe um comentario

Current ye@r *

© 2013 TABOÃO EM FOCO · RSS · Site por Keone Midia Online