Home » Todas as notícias » Hugo Prado é eleito presidente da Câmara e assume a Prefeitura de Embu de forma interina; Ney continua foragido

Hugo Prado é eleito presidente da Câmara e assume a Prefeitura de Embu de forma interina; Ney continua foragido

Por Allan dos Reis, no Parque Industrial Ramos de Freitas

Com o candidato a prefeito eleito Ney Santos (PRB) foragido e impedido de tomar posse, assim como seu vice Dr. Peter (PSB) não diplomado, os vereadores eleitos de Embu das Artes tomaram posse na manhã deste domingo, 1º e janeiro de 2017, e elegeram o novato Hugo Prado (PSB) como presidente do legislativo.

Após ser eleito presidente da Câmara de Embu das Arles, Hugo Prado assume interinamente a Prefeitura Municipal.

Após ser eleito presidente da Câmara de Embu das Arles, Hugo Prado assume interinamente a Prefeitura Municipal.

Com isso, ele automaticamente se torna prefeito interino do município até que a Justiça determine se haverá ou não nova eleição. Prado é do grupo político de Ney Santos e durante seus discursos sempre fez questão de defender o ‘líder’ e afirmar torcer para que ele tome posse o mais breve possível.

“Eu fui eleito vereador para estar aqui na Câmara Municipal. Eu não fui eleito prefeito. O meu cargo hoje é de vereador. Infelizmente o que está acontecendo em nossa cidade deixa, não só a minha pessoa triste, mas a cada munícipe, que muitas vezes nem tem a condição de ter saído da sua casa. É uma indefinição, é uma insegurança, é uma instabilidade. […] Eu sonhei para chegar esse momento ao lado do homem [Ney Santos] que incansavelmente lutou por essa cidade”, diz Prado.

“A você Ney Santos, você é o prefeito da nossa cidade, você foi eleito e escolhido pelo povo para governar a nossa cidade. A mim, coube a missão, escolhido pelos meus pares vereadores, enquanto durar essa situação de estar a frente da administração municipal, vocês podem ter certeza que irei fazer o meu melhor”, completa o prefeito interino.

Vereadores assumem novo mandato de quatro anos em Embu das Artes.

Vereadores assumem novo mandato de quatro anos em Embu das Artes.

Apesar de toda defesa do aliado Ney Santos, o prefeito interino – a toda instante assessorado pela equipe do prefeito foragido – disse não ter condições de comentar as acusações que entram na esfera criminal.

“É uma situação que entra na questão criminal e não tenho os dados para entrar nesta seara. O que posso falar do Ney é o trabalho que desenvolvemos nos últimos anos, enquanto estive ao lado dele, e defini como meu candidato a prefeito e votei nele. É isso que tenho como base, do trabalho do Ney, quanto eu vi ele se esforçar por essa cidade, perder noites de sono para construir esse projeto político. Então posso falar do Ney Santos, meu amigo político que ganhou as eleições nesta cidade e acredito sim, que ele retornará ao cargo o mais breve possível”, completou em entrevista coletiva, Hugo Prado.

Rosangela Santos, do PT, foi a vereadora mais bem votada nas eleições de 2016 e comandou a cerimônia de posse.

Rosangela Santos, do PT, foi a vereadora mais bem votada nas eleições de 2016 e comandou a cerimônia de posse.

Na primeira parte da sessão, a vereadora Rosangela Santos (PT), por ter sido a mais bem votada com 3.356 votos, iniciou a sessão de posse e comandou a eleição da nova mesa diretora.

MESA DIRETORA

Hugo Prado foi eleito quase que por unanimidade. Com a ausência da vereadora Dra. Bete (PTB), que não tomou posse por ter passado por uma cirurgia, apenas a vereadora Rosangela Santos (PT), que votou em si, e Julio Campanha (PRB), que se absteve, não escolheram o candidato indicado por Ney Santos.

Da esquerda para direita: 2º secretário Danilo Alves Daniboy, 1º secretário Edvânio Mendes, presidente Hugo Prado, vice-presidente Carlinhos do Embu e 3º secretário Jefferson.

Da esquerda para direita: 2º secretário Danilo Alves Daniboy, 1º secretário Edvânio Mendes, presidente Hugo Prado, vice-presidente Carlinhos do Embu e 3º secretário Jefferson.

A mesa-diretora ficou da seguinte maneira: presidente Hugo Prado-PSB (vai assumir interinamente a Prefeitura de Embu das Artes); vice-presidente Carlinhos do Embu-PSC (assume a presidência enquanto Hugo estiver na Prefeitura); 1º secretário Edvânio Mendes-PT; 2º secretário Danilo Alves Daniboy- DEM e 3º secretário Jefferson-PSDB.

PRIMEIRAS AÇÕES

Empossado prefeito-interino, Hugo Prado não anunciou nenhum secretário municipal, mas vai manter os escolhidos pelo prefeito eleito Ney Santos, que não foi diplomado. Como não acompanhou das reuniões do grupo de transição em seu início, ele ainda não decidiu quais serão as primeiras ações a partir desta segunda (2), quando passa a despachar do gabinete de prefeito.

Ao lado do vice-presidente da Câmara, Carlinhos, e de assessores do Ney Santos, Hugo Prado dá primeira entrevista coletiva.

Ao lado do vice-presidente da Câmara, Carlinhos do Embu (esq. da foto), e de assessores do Ney Santos, Hugo Prado dá primeira entrevista coletiva.

“Primeiro preciso tomar pé de toda situação que nós temos dentro da Prefeitura, apesar da gente estar participando de estar participando da equipe de transição de governo, eu não estou 100% inteirado de todos os procedimentos e possibilidades que nós vamos ter para realizar. O que nós temos de concreto é uma Prefeitura com uma dificuldade financeira muito grande e temos que ter muita criatividade”, previu Prado.

NEY SANTOS ESCREVE DISCURSO

Eleito em outubro com quase 80% dos votos válidos, Ney Santos tem um pedido de prisão contra si e teve a diplomação de prefeito eleito cancelado pela Justiça Eleitoral. Com isso, o único recurso para participar da cerimônia de posse foi através de uma carta – lida por um assessor – voltou a negar a acusações e diz ser vítima de perseguição.

“Me acusam de ter envolvimento em crimes, por que não aceitam a ideia de que um menino que veio da periferia possa ser bem sucedido e principalmente possa governar a cidade em que cresceu”, diz Ney em trecho da carta.

Ele afirma que não se entregou a Justiça por temer pela própria vida e que “muitas partes dessa acusação ainda não ficaram claro” para sua defesa. O discurso completo pode ser lido na fanpage do político.

Durante a cerimônia, algumas pessoas levantavam cartazes com dizeres “#Confio No Ney” enquanto outras vaiavam o político.

Deixe um comentario

Current ye@r *

© 2013 TABOÃO EM FOCO · RSS · Site por Keone Midia Online