Home » Todas as notícias » “Isso é chororô e eu perdoo”, diz Fernando aos adversários, que suspeitam de urnas manipuladas

“Isso é chororô e eu perdoo”, diz Fernando aos adversários, que suspeitam de urnas manipuladas

Por Allan dos Reis, no Jardim Helena

O prefeito Fernando Fernandes (PSDB) comentou pela primeira vez na tarde desta terça-feira (18) as acusações de alguns candidatos da oposição de que teria havido algum tipo de fraude nas urnas eletrônicas para beneficiar a sua reeleição no último dia 2 de outubro.

“Na verdade, essa desconfiança, na verdade essa fala é um chororô. Perdeu [então] tem que chorar e reclamar. Porque se tiver alguma coisa palpável, alguma irregularidade, alguma falsificação, é muito fácil. Diga quem fez, onde fez e vamos para o Judiciário. Porque se houve alguma fraude na eleição o judiciário está envolvido através de funcionários, através de alguma coisa”, diz Fernandes.

Reeleito no 1º turno, Fernando Fernandes não deu muita bola para as reclamações e suspeitas dos candidatos derrotados de uma suposta manipulação das urnas eletrônicas.

Reeleito no 1º turno, Fernando Fernandes não deu muita bola para as reclamações e suspeitas dos candidatos derrotados de uma suposta manipulação das urnas eletrônicas.

Em seguida, para encerrar ao questionamento, brincou. “Gente, bobagem. Isso é chororô. E eu perdoo. Já estão perdoados”, completou o prefeito reeleito.

O primeiro a sugerir algum tipo de manipulação nas urnas eletrônicas foi o candidato derrotado José Aprígio (PSD), que em entrevista no dia 5 de outubro, disse. “Eu não vou dizer [que houve] fraude. Mas mesários e fiscais disseram que chegaram [nas escolas] e as urnas já estavam abertas e no local. Muitos sequer assinaram para autorizar abrir as urnas e iniciar os trabalhos”, acusou.

O candidato do PV, Vicente Buscarini, que no primeiro momento reconheceu a derrota nas urnas, mas mudou de opinião em entrevista ao site Taboão Digital. “O resultado desta eleição eu coloco como suspeita. Até essa semana eu tinha convicção de que tínhamos um sistema seguro de votação. Mas acompanhando as manifestações, um pouco o clima da cidade, não reflete essa eleição em primeiro turno. O futuro a Deus pertence. Se algo de errado aconteceu, um dia isso vai aparecer”, disse.

Em nota oficial divulgada à imprensa, a juíza Dra. Carolina Conti Reed respondeu as insinuações de fraudes e garantiu que as urnas são 100% seguras. “A segurança do sistema eletrônico de votação é feita em camadas. Por meio de dispositivos de segurança de tipos e com finalidades diferentes, são criadas diversas barreiras que, em conjunto, não permitem que o sistema seja violado. Em resumo, qualquer ataque ao sistema causa um efeito dominó e a urna eletrônica trava, não sendo possível gerar resultados válidos”, diz trecho da nota.

Deixe um comentario

Current ye@r *

© 2013 TABOÃO EM FOCO · RSS · Site por Keone Midia Online