Home » Região, Todas as notícias » Justiça atende pedido do Psol e suspende Taxa do Lixo criada por Ney Santos em Embu das Artes

Justiça atende pedido do Psol e suspende Taxa do Lixo criada por Ney Santos em Embu das Artes

Da redação do Taboão em Foco

O Tribunal de Justiça de São Paulo atendeu um pedido do Partido Socialismo e Liberdade (Psol) e concedeu no início da noite desta terça-feira (15) liminar suspendendo a cobrança da Taxa do Lixo criada em Embu das Artes pelo prefeito Ney Santos (PRB) através de um decreto publicado no dia 7 de julho. O vencimento da taxa é no dia 20 de agosto, tanto a parcela única quanto a primeira, de cinco.

Justiça concede liminar suspendendo cobrança da Taxa do Lixo criada por decreto pelo prefeito Ney Santos. (Foto: Arquivo)

Justiça concede liminar suspendendo cobrança da Taxa do Lixo criada por decreto pelo prefeito Ney Santos. (Foto: Arquivo)

Uma das principais critica contra a cobrança é o fato de o prefeito ter determinado valor único para todo contribuinte de R$ 174,37 [em 2017] e previsto cerca de R$ 418 [em 2018], ignorando diferenças sociais e de tamanho de propriedades como ocorre em outros municípios da região.

Por telefone, o presidente estadual do Psol, Joselicio Junior, popularmente conhecido como Juninho, comemorou a decisão do Tribunal.

“Entramos com uma ação direta de inconstitucionalidade no Tribunal de Justiça pedindo a suspensão, que foi atendido hoje por liminar. Defendemos a tese de que a taxa não pode ser instituída através de um decreto e sim por um projeto de lei. Ela não tem isonomia porque cobra de forma igualitária todas as pessoas e além de tudo não houve nenhum debate com a sociedade. Foi uma taxa construída da noite para o dia de forma abusiva e gerou grande insatisfação da população”, diz.

Juninho do Psol comemora suspensão da taxa do lixo em Embu das Artes. (Foto: Reprodução)

Juninho do Psol comemora suspensão da taxa do lixo em Embu das Artes. (Foto: Reprodução)

Em sua decisão, o juiz Evaristo dos Santos alega que o “decreto impugnado veicula matéria tributária reservada à lei, bem como ao princípio da capacidade contributiva, situação, em tese inadmissível” e que, mantida a cobrança, trará “prejuízo à população”, diz trecho da liminar.

Além do Psol, a OAB de Embu das Artes já havia se manifestado publicamente contra a cobrança, assim como milhares de moradores do município que – além de constantes protestos – estão realizando um abaixo-assinado contra a cobrança.

O Taboão em Foco ligou no celular no secretário de comunicação Jones Donizete, mas a ligação caiu na caixa postal.

3 Responses

  1. Lindolfo José Calixto disse:

    Cada um tem o administrador que merece, isto é só o começo até o final do mandato muita coisa pode acontecer.

  2. Fátima Bom disse:

    Parabéns ao Juninho do PSOL, a Vereadora Rosângela Santos que foi a única vereadora que ficou do lado da população, parabéns a todos nós que fomos as ruas

  3. Andreia disse:

    Uma palavra a todos a favor do povo Embuence…Gratidão…
    Obrigada ao Psol, OAB, a vereadora Rosangela e a muitos outros que estao na luta com essa taxa…
    Gratidao a todos vcs..Obriga Juninhooooo

Deixe um comentario

Current ye@r *

© 2013 TABOÃO EM FOCO · RSS · Site por Keone Midia Online