Home » Sociedade, Todas as notícias » Justiça de Taboão ouve a 1ª testemunha de defesa no caso da fraude do IPTU

Justiça de Taboão ouve a 1ª testemunha de defesa no caso da fraude do IPTU

Por Williana Lascaleia, no Parque Pinheiros, em Taboão da Serra

Fachada do Fórum de Taboão da Serra (Foto: Google Views)

A Justiça de Taboão da Serra ouviu na manhã desta terça-feira, dia 23, a última testemunha de acusação e a primeira de defesa no caso que investiga a fraude nos cofres públicos através de baixas irregulares da dívida ativa de impostos municipais, principalmente o IPTU. Entre acusados estão ex-vereadores, ex-secretários municipais, servidores e ex-servidores públicos entre outros. Todos respondem por “crime contra a administração em geral”.

O primeiro a depor foi o engenheiro civil aposentado, Augusto Luiz Gomes Pinto, que teve o IPTU aumentado e depois de uma revisão o valor foi abaixado. Pagou a divida com dois cheques de R$ 21 mil, carimbados com timbre da prefeitura no verso. O depoimento durou cerca de 40 minutos e foi solicitado pelo Ministério Público.

O servidor municipal Valter José das Virgens foi convocado pela defesa do acusado Bruno Camargo Bolfarini, com quem trabalhou por quatro anos na contabilidade. O servidor afirma que descobriu a diferença entre o sistema e o banco e entrou em contato com a CONAM [empresa que fornece o sistema operacional] e depois não acompanhou mais o caso.

Questionado pelos defensores de Bolfarini, Valter disse que teve medo em falar tudo que sabia na seccional de polícia e por isso estava dizendo apenas na frente do juiz. Ele completou que também avisou ao seu chefe, que era exatamente o acusado, e que ele havia lhe perguntado dois dias depois se a Conam havia retornado sobre a falha do sistema.

O juiz do caso Guilherme Alves Lopes Lamas questionou se o sistema é passível de ser burlado e a testemunha disse: “não sei responder”. Um dos defensores do acusado perguntou então se a Conam teve parcela de culpa no ocorrido e o servidor afirmou que “ela tem parcela de culpa pela falha no sistema”.

O juiz encerrou os trabalhos às 12h30. As oitivas com os depoimentos de mais 18 testemunhas de defesa serão feitas no dia 25 de Junho.

3 Responses

  1. MARINA disse:

    ALQUEM EXPLICA COMO A CONAM CONTINUA A SER A PRESTADOS DE SERVIDOS DE INFORMÁTICA DA PREFEITURA DE TABOAO DA SERRA?!?!?

  2. Marco disse:

    Hoje foi a oitiva das testemunhas do juiz, não da defesa.

  3. Renan disse:

    Andamento de 2 em 2 meses?! Tomara que prescreva, porque já está começando a cheirar pizza.

Deixe um comentario

Current ye@r *

© 2013 TABOÃO EM FOCO · RSS · Site por Keone Midia Online