Home » Política, Todas as notícias » Leis aprovadas criam as “Meninas Empoderadas”, Junho Vermelho e 2 dias comemorativos em Taboão

Leis aprovadas criam as “Meninas Empoderadas”, Junho Vermelho e 2 dias comemorativos em Taboão

Por Allan dos Reis, no Jardim Helena

A Câmara Municipal de Taboão da Serra aprovou por unanimidade na sessão desta terça-feira (15) quatro projetos de leis de autoria de distintos vereadores. A maioria deles institui dias comemorativos como do Condutor de Perua Escolar e do Agente de Saúde. Outro cria o Junho Vermelho em referência a doação de sangue e o quarto cria as “Meninas Empoderadas” para promover a igualdade de gênero.

Sessão desta terça-feira teve a aprovação de quatro projetos de leis.

Sessão desta terça-feira teve a aprovação de quatro projetos de leis.

Na tribuna popular, Terezinha da Moradia pediu que os parlamentares auxiliem o movimento de moradia a conseguir isenção do IPTU de um terreno onde será construído moradias populares.

“Estamos no quinto estudo ambiental e traz um custo absurdo as famílias. As pessoas deixam de comer um alimento para bancar isso. Estamos com o custo do IPTU, a qual quero lembrar a lei aprovada na Câmara, pedindo a isenção para as áreas e projetos de interesse social. Que os vereadores olhem para o Projeto Santa Terezinha 3 e coloquem uma emenda na lei e subsidie o IPTU daquela área, que foi alterada para Zona de Interesse Social e garante a isenção”, pediu Terezinha.

Já no expediente, os quatro projetos foram apresentados em regime de urgência especial.

De autoria da vereadora Érica Franquini (PSDB), no dia 15 de julho passa a ser celebrado o “Dia do Condutor de Veículo de Transporte Escolar”. Já o projeto de Alex Bodinho (PPS), o seu primeiro, transforma o dia 4 de outubro no “Dia do Agente Comunitário de Saúde”.

O projeto do vereador André Egydio (PSDB) cria o chamado “Junho Vermelho” com a proposta de incentivar as campanhas de incentivo a doação de sangue no município. Por fim, o projeto da vereadora Priscila Sampaio (PRB) cria as chamadas “Meninas Empoderadas”, cuja função é promover a igualdade de gênero e empoderar meninas e mulheres do município com ações culturais e pedagógicas.

Para virarem lei, todos os projetos precisam ser sancionados pelo prefeito Fernando Fernandes (PSDB) e publicados no Diário Oficial do Município.

CASO DE POLÍCIA

Outro fato marcante durante a sessão foi à repercussão de um folheto com ataques a vereadora Rita de Cássia (PSDB), que foram distribuídos em alguns bairros de Taboão da Serra, acusando a parlamentar de “furar fila” na marcação de consultas na UBS Oliveira/Marabá, reduto eleitoral da mesma.

Folheto com acusações à vereadora acabou gerando debate político e virou caso de polícia.

Folheto com acusações à vereadora acabou gerando debate político e virou caso de polícia.

Rita negou as acusações e afirma ter registrado um Boletim de Ocorrência para tentar identificar o autor do panfleto, sem assinatura.

“Recebi um informativo e depois esse folheto. Quero deixar bem claro que nunca trabalhei assim para ninguém. Chegava cinco e meia da manhã [antes de ser eleita vereadora e trabalhava nesta UBS]. Nunca fiz serviço sujo com o meu povo. [o panfleto] é um trabalho canalha. Fiz B.O. Num ponto fiquei triste, mas recebi muitas palavras de conforto e carinho. Vocês vão ter que me engolir”, rebateu Rita.

Deixe um comentario

Current ye@r *

© 2013 TABOÃO EM FOCO · RSS · Site por Keone Midia Online