Home » Política, Todas as notícias » Líder não convence base a votar projeto do prefeito que altera regras da Previdência do funcionalismo de Taboão

Líder não convence base a votar projeto do prefeito que altera regras da Previdência do funcionalismo de Taboão

Por Gilmar Júnior e Allan dos Reis, no Jardim Helena

Um pedido de vista por 10 dias foi aprovado e impediu que a Câmara de Taboão da Serra votasse um projeto de lei polêmico – e sem nenhuma discussão – que mexe com a vida de milhares de funcionários públicos do município. O líder do governo Eduardo Nóbrega (PR) foi o único que tentou – em vão – convencer os colegas a votar confiando na honestidade do prefeito.

O projeto apresentado é extremamente técnico e modifica a forma de contribuição da Previdência Social dos funcionários públicos e não ficou claro, aos parlamentares, se traz benefícios ou prejuízos à classe a curto e longo prazo.

Isolado, líder do governo Eduardo Nóbrega não convence parlamentares a votar projeto do Prefeito Fernando

Isolado, líder do governo Eduardo Nóbrega não convence parlamentares a votar projeto do Prefeito Fernando

Nóbrega solicitou reunião de líderes e tentou, diversas vezes, através de seus discursos, convencer os aliados da base. “Eu insisto no regime de urgência especial. Trata-se de um projeto que vem beneficiar os funcionários públicos de Taboão. A forma que está hoje o estatuto obriga a prefeitura a incidir sobre a remuneração total do funcionário os tributos da folha de pagamento. [Com o projeto] a partir de agora será opcional. O servidor poderá entender que não tem interesse que a incidência do tributo não seja sobre toda a folha”, afirmou.

Discurso do líder não convence os vereadores Cido e Joice, que apresentam vistas.

Discurso do líder não convence os vereadores Cido e Joice, que apresentam vistas.

Apesar dos pedidos, apenas o vereador Eduardo Lopes (PSDB) topou votar durante aquela noite. O presidente da Câmara Cido (DEM) apresentou pedido de vistas, que logo foi alterado para outro maior da vereadora Joice Silva (PTB).

“Acho que a gente tem que ter responsabilidade. Nada que é feito do afogadilho, nada que é feito por debaixo dos panos é transparente. Então, eu não tenho pressa, eu quero que o projeto seja votado com competência e conhecimento e hoje não tenho conhecimento para isso, não tenho vergonha de assumir”, diz Joice.

O vereador Professor Moreira (PT) foi o primeiro a apresentar seu posicionamento ao projeto assim que ele foi apresentado em tribuna.  “Coloquei-me contra o projeto por entender que ele acaba estimulando o funcionário a pagar menos imposto sobre a questão da Previdência Social e em troca, quando ele for se aposentar, iria receber menos também. O único objetivo é dar a prefeitura uma economia mensal, porque ela retiraria a parte patronal dela e diminuiria o valor que ela teria que recolher. Fica difícil para a TaboãoPrev, porque diminui o recolhimento”, relata.

Segundo o vereador na hora em que o servidor público necessitar de dias de afastamento é que será sentida a mudança. “Os que optarem por pagar menos imposto para a TaboãoPrev, quando forem pegar uma licença médica, ou até mesmo a licença maternidade no caso da gestante, o salário dela volta para o salário base. E aí vai cair drasticamente no momento mais difícil da vida da pessoa. Por isso não podemos concordar”, complementa.

 

CONFIRA O PROJETO DE LEI: 

Projeto 01

Projeto 02

Projeto 03

2 Responses

  1. Izaias disse:

    O prefeito FFF e o Sr. Eduardo Nobrega só querem prejudicar os funcionários públicos, pq não diminuem seus salários?? Porque é mais fácil tirar de quem ganha pouco. E os LN’s que ganham altos salários, querem mudar uma coisa que já está em vigor a anos, e pra quê?? Beneficiar quem??? Vamos ficar de olho. Nossa saúde, educação e segurança srs Eduardo e FFF estão um caos. Os salários uma vergonha para o tipo de arrecadação que tem o Taboão. Vergonha, vergonha e mais vergonha!!!

  2. ROQUE disse:

    Estamos de olho, esta administração PSDB sempre esteve contra os servidores públicos. quando era FASPREV e o prefeito da época era FFF até dinheiro do nosso fundo de pensão foi “tomado emprestado” sou candidato a conselheiro de previdência. eleições serão realizadas dia 22 de Junho de 2015 servidores públicos municipais VOTE: José Raimundo Neto (ROQUE)

Deixe um comentario

Current ye@r *

© 2013 TABOÃO EM FOCO · RSS · Site por Keone Midia Online