Home » Sociedade, Todas as notícias » Mais de 5 mil saem às ruas de Taboão durante manifestação

Mais de 5 mil saem às ruas de Taboão durante manifestação

Por Williana Lascaleia,

Uma manifestação apartidária e convocada pelas redes sociais durante a semana parou por quase sete horas a Rodovia Régis Bittencourt (BR 116) nos dois sentidos nesta sexta-feira, dia 21. Foram mais de cinco mil pessoas marchando e pedindo redução da tarifa do transporte municipal e intermunicipal, a criação do bilhete único e uma CPI da Viação Pirajuçara, empresa que administra o transporte local.

Manifestantes marcham em Taboão da Serra. (Foto: Allan dos Reis)

Por volta das 17 horas o grupo começou a se reunir na Praça Nicola Vivilechio, no centro, e distribuíram uma série de cartazes e panfletos pedindo para todos se sentarem caso houvesse atos de vandalismos para que a polícia pudesse identifica- los.

Cerca de 15 minutos depois o grupo aumentou e deu uma volta na praça tomando a BR- que ficou parada por aproximadamente 5 minutos. Seguiram em direção a capital paulista e bloquearam os dois lados da rodovia. Um caminhoneiro, que seguia sentido sul do país, reclamou da manifestação e foi vaiado pelos manifestantes.

Na volta, um outro grupo vindo do Terminal Campo se juntou com os taboanenses na altura da Rua Caetano Barrela. E começaram a caminhar pela Régis, sentido Embu das Artes. Muitos vieram inclusive do município vizinho.

Com o trânsito caótico, o departamento de trânsito fazia o que podia para minimizar os efeitos do trânsito e até mesmo a Armando Andrade virou mão dupla, entre o 1º DP e o PS Akira Tada.

Após caminharem lentamente até o Shopping Taboão, local em que foi encerrada oficialmente a manifestação por suas lideranças, às pessoas retornaram a região central e começaram a se dispersar.

Neste momento a PM solicitou que deixassem pelo menos a via local liberada, já que a BR estava totalmente interditada e um manifestante começou a bater boca com o policial. A situação logo foi contornada.

O Tenente Aycard disse que o confronto ocorreu por “Pessoas que não respeitam os direitos dos outros. […] Eles já estão fechando a via principal e não tem razão de fechar a via local também. Só pedi para eles liberarem a via. Só tinha dois manifestantes segurando a via local. Não vejo razão para o protesto ser feito desta forma. Conversamos com eles para que liberassem esta via, houve provocação por parte dos manifestantes. A polícia não esta aqui pra usar de violência. Mas todos os direitos têm que ser preservados, inclusive os das pessoas que estão indo e vindo”, disse.

A manifestação só terminou de vez por volta das 23h40 com a intervenção da GCM que utilizou a sua tropa de choque para tirar os manifestantes que bloqueavam a rodovia. A PM também participou da ação, que teve o uso de spray de pimenta e gás lacrimogêneo. A reportagem completa da confusão você acompanha em outra matéria que será publicada em breve.

Deixe um comentario

Current ye@r *

© 2013 TABOÃO EM FOCO · RSS · Site por Keone Midia Online