Home » Todas as notícias » Menos de 24h antes de ser eleito presidente, Paulinho tomou café com Onishi e prometeu seu voto

Menos de 24h antes de ser eleito presidente, Paulinho tomou café com Onishi e prometeu seu voto

Por Allan dos Reis, no Jardim Helena

O vereador Marcos Paulo (PPS), mais conhecido como Paulinho, foi eleito nesta terça-feira (4) presidente da Câmara Municipal de Taboão da Serra, numa virada para lá de surpreendente. Com sete votos, ele superou Ronaldo Onishi (SD), que teve seis, e vai comandar o legislativo nos anos de 2019-2020. Paulinho também anunciou seu rompimento com o governo Fernando Fernandes para aderir ao BIH (Bloco Independente e Harmônico).

A mesa-diretora terá ainda Carlinhos do Leme (vice-presidente), Érica Franquini (1ª secretária) e Professor Moreira (2º secretário).

Paulinho 'abandona' antigo aliados, adere a vereadores da oposição e conquista a presidência da Câmara de Taboão da Serra.

Paulinho ‘abandona’ antigo aliados, adere a vereadores da oposição e conquista a presidência da Câmara de Taboão da Serra.

A surpresa se deu pelo fato de Paulinho ter tomado no fim da tarde de ontem café com alguns vereadores para ‘celebrar’ a iminente vitória do Onishi. Porém, descobriu-se que o vereador já havia fechado com o grupo de oposição desde o dia 10 de novembro para realizar o seu ‘sonho’ da presidência.

“Quero iniciar a minha fala lembrando um pouco o biênio passado, quando fizemos alguns compromissos e elegemos a presidente Joice Silva e ficou lá o compromisso de que seria eu [o novo presidente] ou o vereador André Egydio. […] Eu descobri a candidatura do Onishi quando fomos a uma conversa com o deputado Marcos Pereira e ali descobri que os compromissos não seriam honrados”, iniciou seu discurso Paulinho, antes de votar.

-Marcos Paulo será presidente da Câmara de Taboão da Serra no biênio 2019-2020.

-Marcos Paulo será presidente da Câmara de Taboão da Serra no biênio 2019-2020.

Concretizada sua eleição, ele completou o novo presidente. “Eles [grupo] não podiam votar em mim, não tinha outra razão. Era porque o prefeito Fernando Fernandes não podia deixar. Votei, me expus em todos meus segmentos, apoiei a deputada Analice Fernandes, quase cheguei a via de fatos com alguns vereadores defendendo o governo, mas nada disto foi o bastante. Serei presidente de todos. E a Câmara vai ser Câmara daqui para frente. Não que não tenha sido. E as pessoas não acreditavam que a gente poderia se juntar [Eduardo Nóbrega]. Conte com a minha fidelidade canina”, diz.

A crítica pela mudança de grupo por parte do vereador partiu da presidente Joice Silva (PTB), que confiava na palavra dada pelo eleito.

“Eu aprendi uma frase com o meu sempre líder maior. Palavra dada e flecha lançada não se voltam atrás. Sempre foi dito que ali era uma irmandade e a palavra ficaria naquela mesa. Na sexta, com a presença de sete vereadores, tudo muito bem conversado, tudo muito bem acordado. Não foi imposto. Nada foi dito que não seria daquela forma. Ontem, todos, novamente sentamos numa mesa, olhamos um no olho do outro e tudo continuou apalavrado. Hoje eu digo. Parabéns Marcos Paulo, o senhor buscou o que tinha vontade. E todos os momentos eu falei que confio no vereador Marcos Paulo. Quando chegava conversa que o senhor fechou com o outro grupo, eu sempre defendi que não. O senhor me ensinou muito. Que independente de qualquer coisa, somos uma família. E que brigaria dentro do grupo. O senhor tem todo direito de buscar o seu sonho. Me chateia porque poderia ter sido conversado dentro do grupo”, criticou Joice.

“Palavra dada você honra com quem honra. Não me cobre quem faz curva comigo”, respondeu Paulinho, que disse ter chorado quando o Cido (DEM) ‘sumiu’ e também conversou com outro grupo.

GOVERNO PARALELO

O grupo que venceu a eleição na Câmara promete interferir com mais frequência nas decisões do governo. Falam em implementar uma espécie de ‘parlamentarismo’ em Taboão da Serra.

“O governo não é parlamentarista, mas a Câmara vai ser. Esse grupo vai decidir o orçamento e as demandas a serem tomadas. Sempre se coloca o parlamento de joelho e isso não vai acontecer mais”, garante Paulinho.

LIGAÇÕES

Assim que iniciou a votação, o secretário de esportes Fábio Fernandes, filho do prefeito, ligou no telefone do secretário de governo Cândido Ribeiro para tentar falar com Marcos Paulo. Assim que o telefone chegou até ele por uma funcionária da Câmara, o mesmo se negou a conversar com o secretário.

Sorridente, Marcos Paulo recebe os cumprimentos do deputado estadual eleito Aprígio.

Sorridente, Marcos Paulo recebe os cumprimentos do deputado estadual eleito Aprígio.

Porém, assim que a votação terminou, Paulinho conversou – através do telefone de um assessor – com o deputado estadual eleito Aprígio, que o parabenizou e pré-combinaram de tomar um café, que será marcado nos próximos dias.

Quem também teve participação, mesmo que menos ativa, nessa votação da presidência foi o prefeito de Embu das Artes, Ney Santos (PRB), fato que levou três vereadores daquela cidade – incluindo o presidente Hugo Prado – a acompanhar a votação.

Deixe um comentario

Current ye@r *

© 2013 TABOÃO EM FOCO · RSS · Site por Keone Midia Online