Home » Política, Todas as notícias » Mesmo com projeto ainda em discussão na Câmara, Prefeitura de Taboão muda regras de contribuição dos servidores em maio

Mesmo com projeto ainda em discussão na Câmara, Prefeitura de Taboão muda regras de contribuição dos servidores em maio

Por Allan dos Reis, da Redação

A Prefeitura de Taboão da Serra não esperou a decisão da Câmara de Taboão da Serra e começou a aplicar a nova regra de recolhimento das contribuições previdenciárias dos servidores no mês de maio. O projeto que trata do tema entrou em pauta no dia 26 de maio, mas será votado na noite desta terça-feira (dia 9) devido a um pedido de vista na época.

A reportagem do Taboão em Foco teve acesso aos holerites de um servidor referente aos meses de abril e maio e constatou que na base de cálculo do INSS não estão inclusos os valores referente insalubridade e adicional noturno. O mais curioso, é que o setor de Recursos Humanos da Prefeitura não informou sobre a nova regra.

Holerites dos meses de abril e maio de um servidor de Taboão da Serra. Em abril, é possível constatar que apenas a gratificação de desempenho não entrou no cálculo em abril. No mês de maio, insalubridade e adicional noturno também não entraram no cálculo.

Holerites dos meses de abril e maio de um servidor de Taboão da Serra. Em abril, é possível constatar que apenas a gratificação de desempenho não entrou no cálculo do INSS. No mês de maio, insalubridade e adicional noturno também não entraram no cálculo.

Por telefone, conversamos também com o presidente da Câmara Cido (DEM), um dos autores do pedido de vistas para conhecer projeto, que agora se mostra favorável a aprovação do projeto.

“Esses 10 dias foram bons para aprofundar sobre o assunto. O projeto entra em pauta amanhã [hoje] e torna opcional recolher ou não [o INSS] sobre os benefícios ou só sobre o salário. Nós estamos só regulamentando a lei, que é federal. Agora o funcionário e a Prefeitura vão recolher menos”, afirma Cido.

Questionado sobre a mudança já aplicada no mês de maio, ele completou que pelo fato de estar apenas se adequando a lei federal, “o prefeito [Fernando Fernandes] já está aplicando”.

SINDICATO NÃO FALA; SERVIDORES RECLAMAM

O Taboão em Foco tentou sem sucesso ouvir a opinião da presidente do SindTaboão, Sandra Cristina. Além do telefone celular, encaminhamos email na semana passada e não obtivemos respostas.

Porém, nas redes sociais, a proposta parece não ter sido bem aceita por parte dos servidores, como o Maurício Lourenço da Silva, que publicou um artigo alertando para o “Conto do Vigário”. “O governo municipal tem se utilizado de diversos subterfúgios visando economizar e comprometer o presente e o futuro dos servidores públicos municipais de Taboão da serra”, diz trecho.

O militante José Afonso da Silva divulgou no início da tarde de hoje uma carta aberta aos vereadores pedindo que eles rejeitem o projeto que irá a votação.

 

One Response

  1. Andrea disse:

    E uma vergonha o que estão fazendo com os servidores públicos. Deu 200,00 de gratificação e tira a insalubridade, inclusive de quem trabalha no IML.

Deixe um comentario

Current ye@r *

© 2013 TABOÃO EM FOCO · RSS · Site por Keone Midia Online