Home » Todas as notícias » Mesmo ouvindo críticas nas ruas, presidente da Câmara de Embu diz que gestão Ney é “ótima”

Mesmo ouvindo críticas nas ruas, presidente da Câmara de Embu diz que gestão Ney é “ótima”

Por Allan dos Reis, no Parque Industrial

O presidente da Câmara Municipal de Embu das Artes, Hugo Prado (PSB), deu entrevista coletiva na noite desta quarta-feira (5) aos veículos de comunicação da região. Ao lado do vice, Carlinhos do Embu (PSC), ele fez um balanço positivo dos seis meses de gestão e classificou o trabalho dos vereadores como “atípico e produtivo”.

Hugo Prado faz balanço da sua gestão a frente da Câmara de Embu das Artes desde o início do ano.

Hugo Prado faz balanço da sua gestão a frente da Câmara de Embu das Artes desde o início do ano.

Neste período, diz ele, foram aprovados 40 projetos de lei, requerimentos, moções e 359 indicações dos 17 vereadores da casa. Entre os pontos mais importantes estão a criação da Romu, tropa de elite da Guarda Civil Municipal, e o convênio com clínicas de saúde particulares para suprir a demanda da população.

“Do ponto de vista do legislativo, a criação da Romu foi muito importante para cidade, a criação dos convênios com as clínicas laboratoriais para que a gente possa sanar de uma vez por todas essas filas nas unidades de saúde e essa demanda que temos por exames. E outras ações como o corte de cargos em comissão [livre nomeado], são 11 a menos com uma economia de R$ 400 mil por ano. Nesses seis meses a gente já conseguiu deixar um grande legado a nossa cidade. […] Neste primeiro semestre nós tivemos uma produção legislativa de fato com ações que foram efetivadas”, celebra Prado.

Em seu primeiro mandato, Hugo foi eleito presidente da Câmara no dia 1º de janeiro e – com o prefeito eleito Ney Santos (PRB) foragido na época – assumiu interinamente a administração da Prefeitura por um mês, onde destaca os avanços e evitar falar sobre o fato de ter sido o responsável pela assinatura do decreto que aumento a tarifa de ônibus para R$ 3,80.

“A gente teve no início grandes ações como a Operação Crepúsculo, o cancelamento [do repasse] do carnaval para mandar o dinheiro a saúde, um mês de mandato onde demos início a rescisão de contrato com a Os [Organização Social que administra a saúde do município] e demoramos seis meses para tirar. Neste um mês de governo tivemos ações exitosas”, completou.

GESTÃO NEY É “ÓTIMA”

Nas ruas Hugo Prado ouve a todo instantes críticas, e elogios, a atual gestão de Embu das Artes. Mesmo assim, ele não poupou elogios ao prefeito Ney Santos e classificou como “ótima” a sua gestão. Questionado se a sua resposta dos seus eleitores é a mesma que a dele, explicou.

Presidente Hugo Prado classifica como ótima a gestão Ney Santos a frente da Prefeitura de Embu das Artes.

Presidente Hugo Prado classifica como ótima a gestão Ney Santos a frente da Prefeitura de Embu das Artes.

“Eu tenho estado nas ruas e com certeza você tem críticas e elogios. Todo governo sempre vai ter critica por uns e elogiados por outros. Estamos no momento inicial de governo e que o prefeito tem muito a ser feito, vejo sim, pelo menos com as pessoas que tenho conversado nas ruas, que grande parte vê essa mudança de gestão e na forma de fazer política, como também vejo e dialogo com muitos que pontuam algumas situações”, justificou Prado.

E completou, “O grande problema é que em seis meses a gente não consegue resolver todos os problemas da cidade. E algumas pessoas entendem que tem que ser tudo de uma vez”.

Sobre as mudanças na secretaria de turismo, que em seis meses já nomeou o terceiro secretário, o presidente diz que a pasta precisa melhorar. “Claro que cada secretário tem a sua dinâmica de trabalho. Entendo que até [as trocas são] no sentido de melhorar as ações. A nossa cidade é mundialmente conhecida por conta do turismo. Então que o governo precisa dar uma resignificada na pasta e um chacoalhão para que a gente possa de fato ter uma melhoria na ação”.

SONHO COM A ALESP

Ao longo de toda entrevista coletiva, Hugo Prado reforçava o seu desejo de disputar as eleições de 2018 para o cargo de deputado estadual. “Estou à disposição do grupo” repetia a todo instante.

“Dentro do nosso agrupamento político as candidaturas para deputado estadual e federal se faz necessária. Desde a campanha [em 2016] o prefeito [Ney Santos] assumiu esse compromisso com o Léo Novais de que ele seria o candidato a federal. E todo agrupamento já estava ciente. Essa ventilação do meu nome para deputado estadual nasceu agora. Tem dois meses no máximo. Se formos oficializados candidatos, será a dobrada oficial”, acredita Hugo Prado.

Para ele, o município não tem nenhum representante, ignorando o mandato do ex-prefeito de Embu Geraldo Cruz (PT), adversário político do atual prefeito, e da deputada Analice Fernandes (PSDB), esposa do prefeito de Taboão da Serra, e com boas relações com o mandatário. E por isso, segundo ele, há a necessidade de se eleger um deputado da cidade e seu nome seria o mais apropriado.

Aliás, Ney Santos esteve com Analice há menos de uma semana e elogiou o empenho da deputada em prol da região, como pode ser visto abaixo.

Deixe um comentario

Current ye@r *

© 2013 TABOÃO EM FOCO · RSS · Site por Keone Midia Online