Home » Todas as notícias » Morador de Taboão abre “vakinha” para disputar mundial de Kung Fu

Morador de Taboão abre “vakinha” para disputar mundial de Kung Fu

Da redação do Taboão em Foco

De um lado, o sonho de disputar competições mundiais ainda neste ano pelo esporte que mais ama. Do outro, a falta de condições financeiras. Esse é o dilema que o professor e atleta profissional de Kung Fu, Marco Martin Junior, morador do Jardim Maria Rosa vive atualmente. E a solução encontrada por ele foi apelar a “vakinha online”. CLIQUE AQUI E SAIBA COMO DOAR

Atleta desde 2004, com participações em campeonatos regionais, estaduais, nacionais e internacionais, Marco revela que sempre custeou as viagens com a ajuda de amigos, familiares e até mesmo solicitando empréstimos bancários. Porém, os gastos não param por aí. “Além dos custos da viagem também preciso de recursos para investir na minha rotina de treinos, em exames médicos e alimentação”, complementa.

O atleta de kung fu, Marco Martin Junior precisa de contribuição para participar de competições internacionais. (Foto: Divulgação / Ariane Spinelli)

O atleta de kung fu, Marco Martin Junior precisa de contribuição para participar de competições internacionais. (Foto: Divulgação / Ariane Spinelli)

Com um histórico de títulos no currículo, com grandes feitos no esporte, como uma medalha de prata e outra de bronze no campeonato Sul-americano na Argentina, em 2014 e um vice-mundial na China, em 2015, o atleta foi convocado pela Seleção Brasileira para representar o país em dois campeonatos internacionais, sendo um na Costa Rica e outro, novamente, na China. Porém, sem como bancar o translado, alimentação e acomodação, ele é enfático: “Preciso de ajuda para estas duas viagens”.

Essas ajudas são claras para quem acessa a página de sua “vakinha virtual”. “Olá! Meu nome é Marco e estou pedindo ajuda para competir nos campeonatos: II Pan-americano de Kung fu & Taijquan na Costa Rica (aéreo e terrestre): R$ 5.000,00; VII World Kung fu Championships em Emishan, Sichuan, China (aéreo e terrestre): R$ 10.000,00″. Até o momento, dos R$ 15 mil que precisa, apenas R$ 20 reais foram arrecadados. O prazo de arrecadação termina no próximo dia 31 de agosto.

Certificado e medalha_Ariane SpinelliTrabalhando como professor da Escola Kin Mui Kung Fu, que também fica no Jardim Maria Rosa, ele conta que já buscou patrocínio, mas que normalmente recebe respostas negativas. “O máximo que consegui foi obter alguma ajuda de custo. Até gostaria de elaborar projetos para fazer parcerias, mas não sei o que as empresas procuram ou o que oferecer em troca”, conta o professor, que concilia a administração da escola com as três horas diárias de treinamento.

CLASSIFICAÇÃO

Caso tenha sucesso na vakinha, Marco irá disputar as competições em duas modalidades: mãos Choy Lay Fut e Lança. Segundo conta o estilo Choy Lay Fut é proveniente da China, é um dos mais praticados no mundo e suas técnicas são inspiradas em cinco animais: tigre, pantera, serpente, dragão e garça.

Já na categoria Lança, os atletas mostram sua forma manuseada o objeto que é considerado uma das quatro armas principais do Kung Fu. Em ambas categorias os jurados avaliam e dão notas a respeito da desenvoltura e “coreografia” do atleta.

FEITOS INTERNACIONAIS DE MARCO

Vice-Campeão Sul-americano de Kung Fu na Argentina em 2013

Vice-Campeão Mundial de Kung fu na China em 2014

Vice-Campeão Pan-americana no Brasil em 2015

Deixe um comentario

Current ye@r *

© 2013 TABOÃO EM FOCO · RSS · Site por Keone Midia Online