Home » Região, Todas as notícias » MTST bloqueia Régis e Rodoanel por 2 horas por sem-teto no DF

MTST bloqueia Régis e Rodoanel por 2 horas por sem-teto no DF

Por Alceu Lima, em Embu das Artes

Cerca de 300 integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto bloquearam a rodovia Régis Bittencourt na altura do km 278, em Embu das Artes, sentido capital, e o acesso ao Rodoanel, no fim da manhã e início da tarde desta sexta-feira. Os militantes atearam fogo em pneus e causaram congestionamento de cerca de 5km. Depois da chegada da Polícia Militar, a estrada foi liberada, após cerca de uma hora e meia, mas a alça só foi desobstruída 30 minutos mais tarde, às 13h.

Os sem-teto declararam realizar a manifestação em apoio às cerca de 900 famílias ligadas ao movimento acampadas desde o dia 21 de abril em área cerca de 1.100 km distante, em Ceilândia, cidade-satélite de Brasília, que já receberam ordem de desocupação pelo governo Agnelo Queiroz (PT). Os líderes do MTST disseram que só desocupariam a estrada com a presença de canal de TV para registrar o ato de “solidariedade” ao movimento no Distrito Federal.

Após a liberação da rodovia – com rescaldo feito pela concessionária da via, que lançou jato d’água para apagar as chamas –, a PM se limitou a observar a manifestação na alça, sob o comando da Polícia Rodoviária Estadual. Após a chegada de uma emissora e quando os sem-teto já se retiravam, porém, homens da Força Tática se muniram de proteção para confronto e escudo e com bombas nas mãos gritaram para os militantes deixarem o local, em momento de tensão.

MTST bloqueia Rodovia Régis Bittencourt na região de Embu das Artes.

Em diálogo com a PM, a líder do MTST Vanessa de Souza foi repreendida pelo comandante do 36º Batalhão, major Klinger, que criticou a manifestação em razão de conflito fora do Estado e disse que não fosse a PM desviar a fila de caminhões para a rodovia teria causado um transtorno ainda maior. A sem-teto disse que o movimento é nacional e que a causa da moradia é urgente. “Fala para esses vagabundos irem trabalhar”, gritou um motorista ao seguir pela BR-116.

SEM-TETO

O MTST, que mantém 2 mil e 800 famílias acampadas em Embu, diz em nota sobre ocupação no DF que “a postura do Governo Agnelo parece anunciar a versão petista do Massacre do Pinheirinho, feito pelo Governo do PSDB, em São José dos Campos. Se não recuar, o GDF transformará os questionamentos do PT ao despejo do Pinheirinho em retórica vazia. Mostrará ainda que as diferenças entre o PT e os tucanos no trato com as lutas sociais são bem menores do que parecem.”

Deixe um comentario

Current ye@r *

© 2013 TABOÃO EM FOCO · RSS · Site por Keone Midia Online