Home » Sociedade, Todas as notícias » “Nessa ciclovia o dinheiro foi mal aplicado”, afirma o novo secretário de transportes

“Nessa ciclovia o dinheiro foi mal aplicado”, afirma o novo secretário de transportes

Por Allan dos Reis, no Jardim Bom Tempo, em Taboão da Serra

Secretário de Transportes e Mobilidade Urbana, Rinaldo Tacola, diz que a ciclovia não tinha utilização e por isso foi extinta.

O secretário de Transportes e Mobilidade Urbana, Rinaldo Tacola, ratificou em entrevista coletiva na tarde desta segunda-feira, dia 25, que a ciclovia de Taboão da Serra está mesmo desativada em todo trecho como noticiou o Taboão em Foco na última semana. O número baixo de ciclistas que utilizam a via e a necessidade de melhorar o fluxo viário foram os principais motivos para que a prefeitura adotasse a medida.

“A ciclofaixa tem utilização muito baixa. Hoje a cidade tem 127 mil veículos licenciados. E nós temos cinco milhões de viagens de carros por mês na cidade e temos uma demanda de trânsito muito grande”, afirma Tacola. Para ele, “nessa ciclovia o dinheiro [quase R$ 600 mil] foi mal aplicado”, opina.

Questionado se o município não está indo na contramão da tendência de outras cidades que estimulam a utilização de bicicletas, Tacola diz que “todos os municípios estão investindo nisto [ciclovias e ciclofaixas], mas eles têm áreas. Nós não temos. (…) Foi tirado um espaço do carro de uma região que não tem mais via”, diz. Ele lembra que Taboão tem o segundo maior adensamento urbano do Estado de São Paulo.

Apesar de prometer analisar a implantação de uma ciclofaixa aos domingos, Taboão dificilmente vai ter condições, principalmente financeiras, de criar algo nos moldes da capital paulista, que tem um banco como financiador do projeto.

PROTESTOS

No sábado (23) um grupo de ciclista que participou de uma manifestação na Avenida Eliseu de Almeida pedindo a implantação de uma ciclovia naquela avenida pedalaram até a desativada ciclofaixa de Taboão para pedir a volta da via. O grupo também foi até a rua do prefeito Fernando Fernandes, mas alegam que a Guarda Civil Metropolitana (GCM) impediu parte do ato.

Nesta terça (26), um grupo de ciclista deve ir até a Câmara Municipal pedir apoio dos vereadores.

Ciclistas tentam reverter posição da prefeitura e pedem a reativação da ciclovia. (Foto: Rodrigo Martins)

2 Responses

  1. Roberta disse:

    Como munícipe solicito previsão de data para retorno da ciclofaixa. Entendo como direito concedido a ciclofaixa e a mesma não pode ser retirada, por se tratar de um benefício já concedido. Pagamos um alto valor de IPTU por isso exigimos uma data de retorno para a ciclofaixa. Muitas pessoas utilizam como forma de transporte e trata-se de uma ferramenta para melhora da saúde e qualidade de vida!

    Lutaremos por nosso direitos e procuraremos Justiça!

  2. Julia disse:

    É Sr. Secretário, para implantação da ciclofaixa deve haver plano de mobilidade urbana que deve, necessariamente, ser aprovado no CMDU. Mais uma vez assistimos o nosso dinheiro ir para o ralo. Não basta tirar a ciclofaixa, pois certamente o maior prejudicado é o meio ambiente, mas implementar seu traçado e garantir a mobilidade do usuário de bicicleta garantindo-lhe segurança e seu direito de ir e vir.

Deixe um comentario

Current ye@r *

© 2013 TABOÃO EM FOCO · RSS · Site por Keone Midia Online