Home » Política, Todas as notícias » Notinhas da Semana

Notinhas da Semana

Evilásio (esq) e Toninho durante evento do PC do B. (Foto: Jornal Na Net)

BRIGA GOVERNISTA

O prefeito Evilásio e o presidente do PC do B Toninho tiveram uma feroz briga na semana passada. Os comunistas dizem que o mandatário quer “tudo para ele” e que também estaria fazendo ‘corpo mole’ na campanha do Aprígio.

CONSEQUÊNCIAS

Logo após a briga, correligionários sentaram para conversar com o oposicionista Fernando Fernandes (PSDB) e o também governista Wagner Eckstein (PT) para ouvir proposta de aliança para as eleições de outubro. Por enquanto não passa de uma conversa, mas eles prometem tirar apoio ao pré-candidato Aprígio, caso ele continue “na cola” do Evilásio.

APOIO

Os petistas já estavam quase comemorando o possível apoio do nanico PTN. Mais do que voto, o PT luta para sair do zero e anunciar a primeira sigla a aderir a candidatura do PT. Pela foto abaixo, quem vocês acham que eles vão apoiar?


BALÃO DE ENSAIO 1

O prefeiturável Wagner Eckstein, que em entrevista ao Taboão em Foco disse não ter preocupação desta vez de “trabalhar” contra duas candidaturas governistas que favoreceriam a eleição do desafeto Fernando Fernandes (PSDB), mostra que o PT passou a seguir um raciocínio que antes não era capaz de fazer com convicção, no qual só acreditava como utopia.

BALÃO DE ENSAIO 2

“Se o Fernando ganhar [neste ano], na próxima eleição nós o enfrentamos de novo e o derrotamos”, disse o esperançoso petista. Em 2004, Eckstein colocou o PT, do qual era presidente, para integrar a frente suprapartidária em decisiva composição que elegeu, na palavra do preterido petista, o agora “ingrato” prefeito Evilásio Farias (PSB), que não retribuiu ao apoio.

A vergonhosa sala de monitoramento da GCM em Taboão da Serra. (Foto: Jornal na Net)

MONITORAMENTO

Durante audiência na câmara para discutir soluções para as câmeras de monitoramento que estão quase todas quebradas, a vereadora Fausta se mostrou cética a tecnologia. “Eu acho que é uma enganação a câmera. A gente vê o crime, mas não vê um policial chegando”, reclamou. Talvez fosse o caso da camarista ver exemplos primorosos como o ocorrido na vizinha Embu das Artes, onde graças a esse tipo de monitoramento, a policia prendeu dois jovens acusados de racismo. Na internet tem outras tantas.

VAI ENROLANDO

Após completar um ano sem funcionar de forma correta, o secretário de segurança Silas Santana pediu mais dois meses para que as câmeras de monitoramento voltem a funcionar. Em abril de 2011, o então secretário Salvador Grisaffi pediu só 30 dias.

NÃO CUMPRIU

O secretário de cultura Luiz Domingues prometeu ao Taboão em Foco que os cursos da área cultural voltariam em abril. E lá se foi abril.

LEI DO SILÊNCIO

Representantes da guarda civil e da polícia militar já estão de saco cheio de realizarem operações contra a lei do silêncio em Taboão da Serra. Motivo: eles fecham os estabelecimentos irregulares e na semana seguinte eles já estão funcionando do mesmo jeitinho. Ou seja, eles fazem a sua parte, mas alguém da prefeitura está “deixando” a desejar.

SANTA GENEROSIDADE

No encontro de educadores promovido pelo PT no sábado (21), o secretário José Marcos (ex-PTB) repetiu o bordão oficial de que Taboão da Serra é uma “cidade educadora”, para nenhuma surpresa da audiência. Ele chamou a atenção quando disse que as “poucas” demandas não respondidas, como baixo salário a ADIs e merendeiras e déficit de salas de ensino básico e vagas de creche, eram para dar oportunidade para o próximo governo também ter os seus feitos e o que apresentar.

SE LIGA, ELEITOR

Na reunião do Conseg Monte Alegre, um munícipe estava furioso com um de seus vizinhos que recentemente lamentou que um “vereador não vai entrar [disputar a eleição] porque ele está com a ficha-suja”.

ELEITOR TABOANENSE

Ex-prefeito de São Lourenço da Serra, cargo ao qual renunciou em 2010, Lener Ribeiro divulgou nas redes sociais o seu título de eleitor com domicílio eleitoral em Taboão da Serra, onde hoje ocupa o cargo de ouvidor-geral. A medida foi para pôr fim a boataria de que pudesse voltar a disputar a eleição na cidade que comandou recentemente.

SESSÃO GINASIAL 1

Conhecida pelo clima morno por causa do quase nenhum debate em plenário entre os vereadores, em legislatura sem nenhum franco opositor ao prefeito Chico Brito (PT), a Câmara de Embu das Artes teve um entrevero na sessão na última quarta-feira, até inusitado por não se tratar de divergência política ou sobre projeto.

SESSÃO GINASIAL 2

Em sessão que durou menos de uma hora, o vereador Júlio Campanha (PTB), conhecido como cioso ao cumprimento do regimento da Casa e às vezes rabugento, pediu que os colegas Milton do Rancho (PMDB) e Carlos Pires (PDT) parassem de conversar e prestassem atenção à votação de um projeto – sobre contratação de coordenador para cursinho pré-vestibular municipal.

SESSÃO GINASIAL 3

Pires votou a favor, com justificativa de voto, mas só para reagir: “Eu e o Milton do Rancho estávamos justamente discutindo sobre o projeto, e sei muito bem da minha função aqui dentro, não preciso ser chamado atenção para o expediente, não admito que nenhum outro vereador me chame a atenção!”

SESSÃO GINASIAL 4

Campanha pediu desculpa e disse que não teve a atenção de chamar a atenção dos colegas, “é que foi a segunda chamada do vereador Milton, e ele não respondeu”. Pires retrucou: “É que fui citado nominalmente, então só estou respondendo. O respeito tem que ser mútuo né, senhor presidente? Ainda mais na sessão, que é gravada, não fica legal um vereador ficar atacando o outro, em plena votação. Mas nada pessoal, vereador”. Campanha fez um aceno apaziguador. A “sessão de egos” pode ser vista no site da Câmara (www.cmembu.sp.gov.br – “TV Câmara”).

HUMOR

O internauta Daniel Paschoa fez uma bela charge sobre uma possível ida dos vereadores até a capital federal, Brasília, para exigir que seja construído um retorno na Régis Bittencourt, perto do Km 276.

One Response

  1. Beto disse:

    Só falam em poder e nao como tornar o município melhor, mas a melhro campanha é a de açoes,façam,entao nem vao precisar gastar milhoes em propaganda,sejam inteligentes.

    Fausta: lamentável!

    Lei do silencio:devem ser amigos de vereadores por isso acontece essa bagunça.

    Ali no Canecao onibus de bandas de musica travam o trasito e a a calçada fica fechada por tumulto,sem contar a conservção da mesma, buracos e ferros expostos.

    Familias voltando de igrejas ou passeios são obrigadas a passar pelo meio da avenida em meio a buzinadas.

    Alguma dúvida de que os donos do Canecao tem amigos na prefeitura ou na camara municipal?

    Prefeitos e secretarios, nao adianta cuidar só do centro da cidade, nós vemos o caos na periferia, nao tao periferica assim.

Deixe um comentario

Current ye@r *

© 2013 TABOÃO EM FOCO · RSS · Site por Keone Midia Online