Home » Sociedade, Todas as notícias » Polícia prende dois comerciantes acusados de molestar de crianças em Taboão

Polícia prende dois comerciantes acusados de molestar de crianças em Taboão

Da redação

A Polícia Civil de Taboão da Serra prendeu na sexta-feira (18) dois homens acusados de abusar sexualmente de crianças na região dos Jardins Saint Moritz e Salete. Os homens foram apresentados na Delegacia da Mulher e vão ficar presos 30 dias até que as investigações sejam concluídas.

De acordo com as investigações, Nelson D.R. proprietário de uma mercearia no Saint Moritz, e Luiz J. dos S., proprietário de loja de material de construção no Salete, teriam molestado uma menina de apenas 10 anos por mais de uma vez. Em “troca de favores sexuais, davam frutas, alimentos, doces e dinheiro”.

Acusados de molestar vão ficar presos por 30 dias para conclusão da investigação.

Acusados de molestar vão ficar presos por 30 dias para conclusão da investigação.

A investigação começou após a mãe da menina ter sido alertada por uma conhecida, que sua filha entrou até o fundo da loja de doces e demorou algum tempo. E essa não seria a primeira vez que isso havia acontecido.

Com isso, após o banho, a mãe percebeu a genitália da menina avermelhada e após conversas admitiu que o homem colocou a mão por dentro de sua calcinha. Aos poucos descobriu-se que não era a primeira vez e que o mesmo já havia acontecido com o outro acusado. Notou-se depois uma grande mudança de comportamento da menina, que ficou mais agressiva.

Em depoimento na DDM, ambos negam a acusação. Nelson diz não ter intimidade com as crianças e que trata todas de forma igual. Luiz diz que a criança teria pedido para ir ao banheiro, mas que costumava pedir dinheiro aos comerciantes da região.

MAIS VÍTIMAS

Com as investigações, equipes da Delegacia da Mulher encontraram outras vítimas do comerciante Nelson. Outra criança de 10 anos acusou o homem de ter sido agarrada ao ir comprar doces. Além de ter acariciado, deu um tapa em seu bumbum e um beijo em seu rosto. Por constrangimento ela afirma não ter contado aos seus pais na época.

Uma terceira vítima ligou o sinal de alerta dos policiais. É que uma jovem de 21 anos prestou depoimento e disse ter passado pela mesma situação quando tinha apenas 13 anos. Por isso, a delegada Aparecida Alves Janduci acredita que muitas outras crianças tenham sido vítimas de abuso na região do Saint Moritz e pede ajuda.

“Caso alguma outra criança tenha sido molestada por eles, que apareçam na Delegacia da Mulher e prestem depoimento. A hora é agora”, pediu.

Deixe um comentario

Current ye@r *

© 2013 TABOÃO EM FOCO · RSS · Site por Keone Midia Online