Home » Região, Todas as notícias » Prefeitura de Embu tem contrato para material escolar julgado irregular, diz TCE

Prefeitura de Embu tem contrato para material escolar julgado irregular, diz TCE

Do site do TCE

Prefeito de Embu das Artes Chico Brito foi multado em 170 UFESP (cerca de R$ 3.600). (Foto: Divulgação / PMETEA)

Prefeito de Embu das Artes Chico Brito foi multado em 170 UFESP (cerca de R$ 3.600). (Foto: Divulgação / PMETEA)

Reunidos às 11h00 em sessão do Pleno, o Conselho do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCESP), julgou irregulares a licitação e o contrato firmados entre a Prefeitura de Embu e a empresa Office Suplier Distribuidora Ltda. para aquisição, ao valor de R$2.269.567,30, de material escolar para os estudantes da rede municipal de ensino. No mesmo julgamento, o colegiado considerou parcialmente procedente a representação contra o referido edital promovido pelo município.

O voto do Auditor Substituto de Conselheiro Márcio Martins de Camargo concluiu que a representação foi acolhida parcialmente em virtude das normas contrárias praticadas durante o julgamento, especialmente sobre os critérios utilizados para a avaliação das amostras que, ao que consta dos autos, mostrarem-se alheia às regras dispostas no instrumento convocatório.

O relator apontou ainda que as regras para a apresentação de amostras de cada kit foram endereçadas a todos os licitantes e as avaliações realizadas segundo critérios demasiadamente genéricos e por consequência, subjetivos e não expressamente delineados no edital.

Para Martins esses fatores que contribuíram para a ‘obscuridade’ da decisão final da comissão julgadora, pois empresas interessadas e detentoras dos melhores preços foram alijadas da disputa em decorrência de amostras reprovadas.

OUTRO LADO

A Prefeitura de Embu das Artes emitiu nota de esclarecimento a respeito da decisão do TCE. CLIQUE AQUI e confira.

Deixe um comentario

Current ye@r *

© 2013 TABOÃO EM FOCO · RSS · Site por Keone Midia Online