Prefeitura de SP vai multar quem andar de patinete elétrico na calçada ou sem capacete

Por Samara Matos, na redação

Nesta segunda-feira (13), a Prefeitura de São Paulo afirmou que vai implantar nos próximos 15 dias regras para utilização de patinetes elétricos, entre elas o uso do capacete e a proibição de circulação nas calçadas. A multa em caso de descumprimento pode variar de R$ 100 a R$ 20 mil. As normas são provisórias, pois a regulamentação definitiva segue em discussão.

Prefeitura de São Paulo vai multar quem andar de patinete sem capacete e na calçada. (Foto: Reprodução Grin)

Os patinetes agora só podem circular por ciclovias, ciclofaixas, ciclorrotas e ruas cuja velocidade máxima seja de até 40 km/h. Se o usuário estacionar em uma calçada, deve garantir que não obstrui a circulação de pedestres.

Entenda sobre o Patinete Elétrico

O sistema de patinetes elétricas compartilhadas foi lançado em 2018 por meio da iniciativa de duas startups. Os modelos são elétricos, silenciosos, movidos à eletricidade, alcançam 20 km/h e pesam pouco mais de 10 kg.

Os usuários devem baixar o aplicativo dessas empresas na Google Play ou Apple Store. Em geral, o custo por minuto fica entre 25 e 50 centavos de reais.

Este anúncio custou aos cofres públicos municipal a quantia de R$ 1.100,00.