Home » Todas as notícias » Reintegração de posse em terreno no Parque Laguna é realizada e 1,2 mil famílias deixam o local

Reintegração de posse em terreno no Parque Laguna é realizada e 1,2 mil famílias deixam o local

Por Allan dos Reis, direto da ocupação

A reintegração de posse em uma área da Família Basile no Parque Laguna, em Taboão da Serra, foi cumprida nesta quinta-feira (22). Cerca de 1,2 mil famílias, incluindo crianças e idosos, ainda estavam no local. A Polícia Militar, com cerca de 300 soldados, deram apoio no cumprimento à ordem judicial.

Com tratores, os barracos – a maioria de madeira – foram derrubados. Os moradores tiraram seus poucos móveis do local, mas muitos deles não tinham para onde levar. Caminhões foram disponibilizados para levar esses móveis a outros locais. Porém, partes deles não têm para onde levar.

Terreno no Parque Laguna é alvo de reintegração de posse após meses ocupado.

Terreno no Parque Laguna é alvo de reintegração de posse após meses ocupado.

Em agosto do ano passado, o mesmo terreno já havia sido alvo de reintegração. Na época, muitos moradores ‘subiram’ para a parte que estaria no município de São Paulo. Mas desta vez, a ordem judicial ‘amarrou’ as matrículas e tudo seria demolido.

“Entendemos que a briga iria ficar difícil porque existem poderes muito acima de nós. Em 2016 havia uma ocupação aqui nesta terra e foi feita uma reintegração em 2016. E naquela época já se dizia que aqui iria ser galpão industrial, mas não era permitido o zoneamento. Então, como um passe de mágica parece que veio uma nuvem em cima de Taboão da Serra e em 2018 as coisa se encaixaram. O prefeito aprovou [apresentou] projetos, vereadores votaram [a alteração do zoneamento] e hoje eles têm o direito de fazer o galpão. Eles estavam especulando há muito tempo para conseguir fazer o que fizeram”, diz Leandro Cavalca, um dos líderes da reintegração.

Um dos moradores, Marcos de Souza Andrade, faltou à hemodiálise para acompanhar a reintegração. “Eu vim para invasão para tentar melhorar a minha vida e poder comprar meus remédios. Apesar de ter meus irmãos, eu moro só. É eu e Deus”, disse, ainda não sabendo para onde iria.

Responsável pelo policiamento, o major da PM Terra explicou a respeito da operação. “Foram cerca de 300 PM’s com o apoio do terceiro BP Choque, grupamento aéreo, Baep. A operação é em apoio a oficial de Justiça para cumprimento do mandado de reintegração de posse. Estamos dando o apoio para que não tenha nenhum problema. Até o momento [por volta do meio-dia] está tranquilo. O pessoal entendeu a ação da Justiça e os policiais foram orientados a tratar de forma educada e prestar todo apoio”, explicou.

A conselheira fiscal da Comunidade Divina Luz Dom Pedro, Silvandira Sotera da Cruz, reclamou da reintegração, já que a área que estão fica na parte de São Paulo.

“A oficial de Justiça veio comprir a reintegração de toda a área e questionamos porque o pedido de reintegração está para o Parque Laguna (Taboão da Serra) e nós estamos localizados em São Paulo”, reclamou. Ela afirma que nesta área moravam 3 mil famílias.

O Taboão em Foco tentou sem sucesso conversar com os oficiais de Justiça, que não aceitaram dar entrevistas. A GCM de Taboão da Serra também deu apoio. E alguns funcionários da assistência social.

Reintegracao de posse no Parque Laguna (14)

Reintegracao de posse no Parque Laguna (12)Reintegracao de posse no Parque Laguna (8)

Reintegracao de posse no Parque Laguna (9)

Reintegracao de posse no Parque Laguna (10)

Reintegracao de posse no Parque Laguna (11)

Reintegracao de posse no Parque Laguna (13)

Reintegracao de posse no Parque Laguna (15)

Reintegracao de posse no Parque Laguna (2)

Reintegracao de posse no Parque Laguna (3)

Reintegracao de posse no Parque Laguna (4)

Reintegracao de posse no Parque Laguna (5)

Reintegracao de posse no Parque Laguna (7)

Reintegracao de posse no Parque Laguna (1)

Deixe um comentario

Current ye@r *

© 2013 TABOÃO EM FOCO · RSS · Site por Keone Midia Online