Home » Todas as notícias » Sem acordo por indicação do vice, Plínio não deve ter legenda do PRP para disputar o cargo de prefeito

Sem acordo por indicação do vice, Plínio não deve ter legenda do PRP para disputar o cargo de prefeito

Por Allan dos Reis, na região central

Uma briga interna no PRP (Partido Republicano Progressista), que lançou Plínio do Pirajussara como pré-candidato a prefeito de Taboão da Serra deve fazer com que a sigla não mantenha a candidatura. A confusão é por conta de quem será (ou seria) o candidato à vice-prefeito.

Pré-candidato a prefeito Plínio, ao lado de Karlinhos Lima, seu preferido a vice, e o presidente do PRP, que anunciou apoio a outro pré-candidato a prefeito.

Pré-candidato a prefeito Plínio, ao lado de Karlinhos Lima, seu preferido a vice, e o presidente do PRP, que anunciou apoio a outro pré-candidato a prefeito.

Plínio escolheu o filiado Karlinhos Lima como seu pré-candidato a vice. No domingo (24), a executiva municipal decidiu indicar Donizete Guerreiro. Como nenhum dos lados aceita ceder, a tendência é que o partido sofra intervenção da Estadual e ninguém participe das eleições.

“O PRP está meio complicado. Eu escolhi o meu vice lá atrás. E querem bater chapa. Vamos [decidir] na convenção. O Karlinhos já faz um trabalho comigo. Fui até a Estadual e mandaram resolver com o Daniel [da Gente – presidente do partido em Taboão da Serra] senão a executiva municipal está destituída”, diz Plínio.

Questionado a respeito da chance de abrir mão e aceitar o vice que o partido está indicando, o pré-candidato é categórico. “A possibilidade de abrir mão é nenhuma. Eu [aceitaria] ser vice do [pré-candidato] Aprígio, que já escolheu”. Em seguida, ele completou e diz acreditar “que o presidente do meu partido esteja querendo vender o partido”, acusou, sem citar para quem.

EXECUTIVA DO PRP FECHA COM BUSCARINI

A executiva do PRP deseja essa dupla na disputa das eleições municipais. Donizete e Plínio, que o rejeitou.

A executiva do PRP deseja essa dupla na disputa das eleições municipais. Donizete e Plínio, que o rejeitou.

Na tarde desta terça-feira (26), o presidente do PRP Daniel da Gente e outros filiados, se reuniram com o pré-candidato Vicente Buscarini (PV) e horas depois decidiram pelo apoio ao ex-prefeito porque não vislumbram acordo com o Plínio.

“O Plínio quer o Karlinhos, mas a executiva escolheu o Donizete. Foi votado e deu seis a zero porque ele não quis votar. O único acordo que poderia acontecer é o Plínio sair candidato a vereador [coligando com o PV]”, afirma Daniel. A alternativa seria lançar outro nome como pré-candidato à vice.

Questionado por que não cede, o presidente afirma que ganharam a votação que indicaria o vice e o pré-candidato do seu partido ficaria com muita força para discutir quem apoiar no segundo turno. “O Plínio é a minoria que quer impor. E com isso, no segundo turno, quem vai ter peso para negociação é o Plínio e não a executiva”, completou.

Ele também rebateu a acusação do pré-candidato Plínio de que ele estaria tentando vender o partido. “Ele está dizendo que eu vendi o partido. Pode mandar quebrar meu sigilo bancário e telefônico. Eu vou processar ele”, encerrou Daniel da Gente.

ASSINATURAS

Se a executiva municipal não chegar a nenhum acordo, não existe a possibilidade do partido oficialmente apoiar ninguém e nem mesmo lançar candidatura própria. É porque o Plínio é o tesoureiro da sigla e – para disputar as eleições – precisa que ele assine documentos para abertura de conta.

Em contrapartida, é necessário da assinatura do presidente do partido para oficialização de candidatura ou coligação.

Deixe um comentario

Current ye@r *

© 2013 TABOÃO EM FOCO · RSS · Site por Keone Midia Online